Jesus é o mesmo ontem, hoje e eternamente - Estudos Bíblicos

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur ad elit.
Morbi tincidunt libero ac ante accumsan.

Estudos Bíblicos

Pr Jorge Albertacci

Levantai os vossos olhos para as terras que já estão brancas para a colheita. (João 4:35)

Ir para o conteúdo

Jesus é o mesmo ontem, hoje e eternamente

Igreja > Professor Jorge Videira > Jesus Cristo
JESUS CRISTO É O MESMO ONTEM, E HOJE, E ETERNAMENTE
Hebreus 13:8
 
I - ONTEM
- Ontem: Muito antes da fundação do mundo;
- Ontem: Quando Ele estava presente no momento da criação do homem;
- Ontem: Quando triunfante Ele entrou em Jerusalém;
- Ontem: Fundando a Igreja;
- Ontem: Carregando o rude lenho rumo ao Gólgota;
- Ontem: Quando Ele esteve no Getsêmani;
- Ontem: Quando Ele disse: Está Consumado.
 
II - HOJE
- Agora: A partir do horrendo episódio da crucificação;
- Agora: No grande episódio da ressurreição;
- Agora: A partir do derramamento do Espírito de Deus no cenáculo;
- Agora: Na graciosa dispensação da Graça;
- Agora: No tempo da Igreja;
- Agora: Na Sexagésima Nona Semana de Daniel;
- Agora: Enquanto a porta do céu se encontrar aberta a quem interessar;
- Agora: Tempo em que a Igreja se prepara para o encontro com o Noivo.
 
III - ETERNAMENTE
- No arrebatamento;
- No Tribunal de Cristo (não para julgamento);
- Nas Bodas do Cordeiro;
- Nas Ruas de Ouro;
- Às margens do Rio da Vida, vendo dela os frutos;
- Voltando com a  para o Milénio;
- Reinando com Ele a Igreja para o Milênio;
- Vendo Satanás sendo por Ele amarrado;
- Vendo Satanás sendo solto por um período de tempo;
- Convivendo com Ele e todos os irmãos na Septuagésima Semana de Daniel;
- Entrando com Ele no Eterno Estado da Perfeição.
 
IV - CONCLUINDO
Como nos afirma o texto: JESUS CRISTO É O MESMO ONTEM, E HOJE, E ETERNAMENTE, entendemos que Ele nunca mudou e jamais mudará. Todas as coisas mudam. As que não mudam agora é porque já mudaram antes, e muitas ainda mudarão neste resto de tempo aqui na terra. Mas, Jesus não. Ele não muda. Ele permanece sempre o mesmo. Bem como, Sua Igreja. A Igreja de Jesus não muda, não fracassa, não se corrompe, o mundo não entra nela. Ela é a Noiva do Cordeiro e da Sua Noiva cuida Ele. Ela é o Seu Corpo, e do Seu Corpo cuida Ele. A Igreja é a Igreja. Ela não é deste mundo. Ela é eterna nos propósitos de Deus.
 
V - O HOMEM MUDA
- De ideia;
- De Cristo, para o Diabo;
- Da Igreja para o mundo;
- De bom, para ruim;
- De ruim, para pior;
- Altera os conceitos;
- Despreza o bom senso;
- Perde a sensibilidade;
- Perde a transcendência de Deus;
- Muda de sexo.
 
VI - A IGREJA
- Ela é de Jesus;
- Enganam-se todos os que pensam que o mundo entra nela;
- Ela é dEle;
- As portas do inferno investem, mas, ela (a Igreja) é quem prevalece sempre;
- Ela tem poder para pisar serpentes e escorpiões e TODA forma do mal;
- Seus membros não se assentam na roda dos escarnecedores;
- As conversas dos seus membros são temperadas com o SAL.
 
VII - NÃO FAZ PARTE DO VOCABULÁRIO DO SEUS MEMBROS OS TERMOS
- Bruxaria;
- Macumbaria;
- Feitiçaria e suas ações;
- Maldição hereditária ou não;
- Olho grande;
- Pomba gira;
- Inveja;
- Superstição;
- Pestilências;
- Condenação;
- Cobertura de agoureiro amaldiçoadores – a Igreja não precisa dessa infeliz cobertura;
- Palavrões;
- Piadas com dupla conotação;
- Más conversações.
 
VIII - PALAVRA DECLARATÓRIAS
Jesus não aceita palavras declaratórias de oprimidos nenhum. Ele mesmo ensinou: Pai, faça segundo a Tua vontade assim na terra como no céu. A Palavra Dele sim, esta é peremptória, não somente na terra, mas no céu e no inferno também.
 
JESUS CRISTO DE GÊNESIS AO APOCALIPSE
Gênesis – é o descendente da mulher (3.15);
Êxodo – o cordeiro pascal (12.1-5);
Levítico – sacrifício perfeito (4.13-21);
Números – aquele que foi levantado para nossa cura e redenção e rocha ferida (21.9; 20.7-13);
Deuteronômio – é o verdadeiro profeta (18.18-22);
Josué – é o capitão de nossa salvação e príncipe dos exércitos do Senhor (5.13-15);
Juizes – é o nosso libertador (3.9);
Rute – é o parente resgatador (3.8-18 e Tt. 2.14);
Samuel – é o Rei esperado da Nação (1Sm. 8.5);
Reis – é o Rei prometido (1Rs. 4.34);
Crônicas – é o descendente de Davi (1Cr. 3.10);
Esdras – é o ensinador divino (7.10);
Neemias – é o reconstrutor (2.18-20);
Ester – é a providência divina (4.14);
Jó – é o nosso redentor que vive (19.25);
Salmos – é o nosso socorro e alegria (46.1);
Provérbios – é a sabedoria de Deus (8.22-36);
Eclesiastes – é o pregador perfeito (12.10);
Cantares – é o nosso Amado (2.8);
Isaías – é o servo do Senhor (42.1);
Jeremias – é o Senhor dos Exércitos (31.18);
Lamentações – é o Consolador de Israel (1.2);
Ezequiel – é o Senhor que reinará (33);
Daniel – o ancião de dias (7.13)
Oséias – o Marido Fiel, o orientador (1:1 – 3:5)
e Joel – é o Juiz das nações (Jl. 3.12);
Amós – é o Deus do fogo (1.4);
Obadias – é o Salvador (21);
Jonas – é a salvação do Senhor (2.9);
Miquéias – é o Ajuntador de Israel (2.13);
Naum – é o cavaleiro da Espada Flamejante (3.3);
Habacuque – é o puro de olhos (1.13);
Sofonias – é o pastor de Israel (3.13);
Ageu – é o que faz tremer os céus e a terra (2.6,7);
Malaquias – é o Sol da Justiça (Ml 4:2)
Zacarias – é o renovo (6.12);
Mateus – é o Rei e Messias (2.6);
Marcos – é o servo de Deus (15.9);
Lucas – é o Filho do Homem (12.8);
João – é o Filho de Deus (1.14);
Atos – é o Cristo Ressurreto (2.24);
Romanos – é a Justiça de Deus (8.30);
I Coríntios – é o Cristo crucificado (1.23);
II Coríntios – é a Imagem de Deus (4.5);
Gálatas – é o Cristo que liberta (5.1);
Efésios – é a cabeça da Igreja (4.15);
Filipenses – é o viver (1.21);
Colossenses – é o homem perfeito (1.28);
I e II Tessalonicenses – é o Senhor que virá (1Ts. 4.14; 2Ts. 2.1)
I Timóteio – é a Nossa Esperança (1.1.);
II Timóteo – é o Nosso General (2.1);
Tito – é o Nosso Salvador (3.6);
Filemom – é o Doador do bem (v. 6);
Hebreus – é o Sacerdote Eterno (7.3);
Tiago – é o Legislador (4.12);
I Pedro – é o Rei (2.17);
II Pedro – é o nosso Senhor (1.2);
I João – é o Cristo (5.1);
II João – é o filho do pai (v.3);
III João – é a verdade (v.4);
Judas – é o único dominador e Senhor (v.4);
Apocalipse – é o Alfa e o ômega (22.13).

CONCLUSÃO

Jesus Cristo é tema central das Escrituras Sagradas. Ele deve ser o tema central da nossa pregação; Ele deve ser o tema central dos nossos hinos, Ele deve ser o tema central da nossa adoração, Ele deve ser o tema central dos nossos ensinos. É Ele quem nos salva, quem nos perdoa, quem nos liberta, quem nos cura, que nos dá fé para vencer, quem nos batiza no Espírito Santo. n'Ele, teremos os nossos corpos transformados.

Pr. Jorge Albertacci
07/08/2015
Volta Redonda – Rio de Janeiro
E-mail: prjorgealbertacci@yahoo.com.br

 
Voltar para o conteúdo