Salmo 90 Com Reflexão - Estudos Bíblicos

Buscar
Ir para o conteúdo

Menu principal:

Salmo 90 Com Reflexão

Mensagens Bíblicas
Texto Bíblico

SENHOR, tu tens sido o nosso refúgio, de geração em geração.  Antes que os montes nascessem, ou que tu formasses a terra e o mundo, sim, de eternidade a eternidade, tu és Deus.
 
Tu reduzes o homem à destruição; e dizes: Volvei, filhos dos homens.  Porque mil anos são aos teus olhos como o dia de ontem que passou, e como a vigília da noite.  Tu os levas como corrente de água; são como um sono; são como a erva que cresce de madrugada;  de madrugada, cresce e floresce; à tarde, corta-se e seca.  Pois somos consumidos pela tua ira e pelo teu furor somos angustiados.
 
Diante de ti puseste as nossas iniquidades; os nossos pecados ocultos, à luz do teu rosto.  Pois todos os nossos dias vão passando na tua indignação; acabam-se os nossos anos como um conto ligeiro. 
 
A duração da nossa vida é de setenta anos, e se alguns, pela sua robustez, chegam a oitenta anos, o melhor deles é canseira e enfado, pois passa rapidamente, e nós voamos.
 
Quem conhece o poder da tua ira? E a tua cólera, segundo o temor que te é devido?  Ensina-nos a contar os nossos dias, de tal maneira que alcancemos coração sábio.  Volta-te para nós, SENHOR; até quando? E aplaca-te para com os teus servos. 
 
Sacia-nos de madrugada com a tua benignidade, para que nos regozijemos e nos alegremos todos os nossos dias.  Alegra-nos pelos dias em que nos afligiste, e pelos anos em que vimos o mal.  Apareça a tua obra aos teus servos, e a tua glória, sobre seus filhos. 
 
E seja sobre nós a graça do Senhor, nosso Deus; e confirma sobre nós a obra das nossas mãos; sim, confirma a obra das nossas mãos 
 
COMENTÁRIO
 
No Senhor, a cada dia uma experiência nova; a cada ano uma conscientização da realidade indizível em todos os aspectos da vida, secular ou não. 
 
No Senhor, com o perpassar do tempo, maduramos, assim como maduram os frutos. No Senhor, nossa fé não acaba e nem fica estagnada à fé natural que ganhamos no berço, mas ela cresce:
 
“...disseram, então, os apóstolos ao Senhor: acrescenta-nos a fé...” (Lucas 17:5).
 
Cresce até atingir o estágio “Dunamis”, aquela fé que aparece em Primeira aos Coríntios 12:9:
 
“...e a outro, pelo mesmo Espírito, a fé; e a outro, pelo mesmo Espírito, os dons de curar...”.
 
No Senhor não temos medo das tribulações da vida. E  na morte, a alegria de poder estar sempre com Jesus! Porque em Cristo, uma coisa é uma coisa, e outra coisa é outra coisa, mas Nele ambas são as mesmas, para todos quantos por Sua incomensurável graça foram alcançados – quer seja vivendo, quer seja morrendo, basta-nos tão somente estarmos com Ele!
 
Basta tão somente podermos contar com a certeza de que com Ele reinaremos no Milênio, e com Ele estaremos na Eternidade!
 
A duração da nossa vida é de setenta anos – o que aparentemente é muito pouco, mas, para os prudentes, esse tempo é suficiente para que aprendamos como ter nossos corações sábios, o suficiente para ganharmos o Céu.
 
O homem incrédulo, impenitente, não tem noção do Juízo de Deus e por esse motivo não atenta para o temor que a Ele é devido, ficando, neste caso, sujeito às inflicções da Sua cólera!
 
CONCLUSÃO
 
Se contarmos pelo menos com um pouquinho de entendimento, compreendemos que, tudo neste mundo contribui para que voltemo-nos para o Senhor – de um lado, a graça nos convida, e do outro, a maldade deste mundo nos coage a corrermos para o aprisco santo.
 
Somente assim, mesmo aqui na terra, estaremos sob os cuidados de Deus. Desta forma, diferente do incrédulo, que afirma que sua vida é um inferno e que o inferno é aqui mesmo – os salvos por Cristo já vivem sob o Reino de Deus, ou seja: vivendo aqui, sobre os cuidados do Anjo do Senhor.
 
Diferente da sabedoria secular que se alcança nas escolas públicas ou privadas deste mundo. A sabedoria que vem de Deus se alcança na forma indicada na Sua Palavra:
 
“O temor do SENHOR é o princípio da sabedoria; bom entendimento têm todos os que lhe obedecem; o seu louvor permanece para sempre O  temor do SENHOR é o princípio da ciência; os loucos desprezam a sabedoria e a instrução.” (Salmos 111:10; Provérbios 1:7)
 
OUTRAS REFERÊNCIAS
(Salmos 34:7; Isaías 54:17; Mateus 28:20). 
 
Jorge Albertacci
Pastor Emérito
Assembleia de Deus do Retiro
Filiada às Convenções:
CONFRADERJ e CGADB
 
Volta Redonda
Rio de Janeiro
 
Voltar para o conteúdo | Voltar para o Menu principal