E à meia noite, como há de ser? - Estudos Bíblicos

Buscar
Ir para o conteúdo

Menu principal:

E à meia noite, como há de ser?

Escatologia Bíblica
Mateus 25:1-13

________________


TEXTO BÍBLICO INTRODUTÓRIO

1  Então, o Reino dos céus será semelhante a dez virgens que, tomando as suas lâmpadas, saíram ao encontro do esposo.
2  E cinco delas eram prudentes, e cinco, loucas.
3  As loucas, tomando as suas lâmpadas, não levaram azeite consigo.
4  Mas as prudentes levaram azeite em suas vasilhas, com as suas lâmpadas.
5  E, tardando o esposo, tosquenejaram todas e adormeceram.
6  Mas, à meia-noite, ouviu-se um clamor: Aí vem o esposo! Saí-lhe ao encontro!
7  Então, todas aquelas virgens se levantaram e prepararam as suas lâmpadas.
8  E as loucas disseram às prudentes: Dai-nos do vosso azeite, porque as nossas lâmpadas se apagam.
9  Mas as prudentes responderam, dizendo: Não seja caso que nos falte a nós e a vós; ide, antes, aos que o vendem e comprai-o para vós.
10  E, tendo elas ido comprá-lo, chegou o esposo, e as que estavam preparadas entraram com ele para as bodas, e fechou-se a porta.
11  E, depois, chegaram também as outras virgens, dizendo: Senhor, senhor, abre-nos a porta!
12  E ele, respondendo, disse: Em verdade vos digo que vos não conheço.
13  Vigiai, pois, porque não sabeis o Dia nem a hora em que o Filho do Homem há de vir.

________________


INTRODUÇÃO
 
Observando as Palavras do divino Mestre no texto bíblico em apreço, quando Ele procurava da melhor forma possível, esclarecer sobre Sua volta a este mundo para buscar a Sua Igreja. Compreendemos não somente o assunto que Ele pretendia ensinar, como aprendemos Sua excelente pedagogia!

Nenhuma história mais impressionante poderia ser contada para exemplificar a necessidade de estarmos permanentemente preparados para a vinda de Cristo. Jesus usou uma figura familiar, e que é muito íntima dos corações humanos:  a de um casamento.

________________


COMENTÁRIO

Ele descreveu dez virgens que tomaram as suas lâmpadas e saíram ao encontro do esposo. Cinco delas eram prudentes, cuidavam com primor dos seus interesses.  Mas as outras cinco eram loucas.  As prudentes levaram azeite em suas vasilhas, mas as loucas não. Desatentas, esqueceram o mais importante, o azeite, combustível para acender suas lamparinas.  Enquanto o esposo tardava - literalmente “enquanto o tempo passava” - todas as virgens tosquenejaram e adormeceram.
O primeiro verbo é aoristo e significa “inclinar a cabeça para frente.” Assim, ele sugere “começar a inclinar a cabeça e cochilar.” O segundo verbo está na forma imperfeita contínua e indica que elas continuavam dormindo.
 
A imagem aqui é a de um típico casamento judaico na Palestina. O noivo, acompanhado pelos seus amigos, vai até à casa da noiva, e a leva em uma procissão alegre até à sua própria casa.  Havia dez virgens, uma vez que esse era o número exigido para a cerimônia. Nenhuma noiva é mencionada, pois no ensino espiritual da parábola, as virgens assumem o lugar da noiva.

A meia-noite ouviu-se um clamor: Aí vem o esposo! Todas as virgens se levantaram rapidamente e prepararam as suas lâmpadas. Provavelmente elas cortaram a parte queimada dos pavios. Não havia nada para limpar. Em desespero, as loucas voltaram-se às prudentes, pedindo azeite: porque as nossas lâmpadas se apagam. Mas o texto grego diz claramente “as nossas lâmpadas estão se apagando” - literalmente “estão se extinguindo." Esta é uma verdade muito mais forte, e um aviso muito mais abrangente. Existem muitos cristãos que ainda não perderam toda a sua vida espiritual, mas cujas lâmpadas estão ficando, a cada dia,  mais fracas.
 
Eles precisam perceber que estão correndo o risco de ficar nas “trevas exteriores”, assim como as virgens loucas. As virgens prudentes rejeitaram o pedido. À primeira vista isto parece egoísmo. Mas sob o ponto de vista da verdade espiritual que está sendo ensinado aqui, esta atitude era inevitável. A interpretação  correta  deste versículo, segundo a explicação do Senhor Jesus, é a seguinte: “Ele nos diz que todos os homens devem viver pela sua própria fé.” Que cada um, independentemente dos seus familiares, dos irmãos da Igreja e até mesmo dos seus líderes espirituais deve estar suficientemente preparado para se encontrar com Jesus no dia do arrebatamento da Igreja. Daí, a recomendação:  Vigiai, pois, porque não sabeis o Dia nem a hora em que o Filho do Homem há de vir. (v 13).

A graça de Deus não é transferível de um ser humano para outro. Cada um deve guardar o seu próprio estoque. Mas enquanto as virgens loucas foram comprar mais azeite, o esposo chegou. Aquelas que estavam preparadas, ou apercebidas, entraram com ele para as bodas - o “banquete de casamento” que normalmente durava de uma a três semanas - e fechou-se a porta. Isto sugere a advertência solene de que algum dia terminará o período das provações para cada indivíduo. Então a porta do seu destino eterno se fechará para sempre. Não haverá uma segunda oportunidade na próxima vida.

Por fim, chegaram as virgens loucas, mas encontraram a porta fechada! Dentro havia luzes, alegria e felicidade; fora, tudo era triste, tudo era escuridão.  As virgens gritaram desesperadas: Senhor, senhor, abre-nos a porta! Mas era tarde demais. O esposo não reconheceu as suas vozes e àquela hora da noite ele não ousaria abrir a porta para estranhos.

________________


CONCLUSÃO
 
Qual é o ensino desta parábola? Conforme já citei acima, Ele está resumido no versículo 13: Vigiai, pois, porque não sabeis o Dia nem a hora em que o Filho do Homem há de vir. A parábola nos ensina que devemos estar preparados a qualquer momento para a iminente volta do nosso Senhor, prontos para encontrá-lo quando Ele chegar. Para fazer isso, devemos manter a nossa experiência cristã atualizada.
 
Como o azeite é um exemplo reconhecido do Espírito Santo, tanto no Antigo quanto no Novo Testamento, a sugestão é que devemos estar cheios do Espírito a todo momento se quisermos estar preparados adequadamente. Todo homem precisa de toda a graça de Deus que lhe estiver disponível, se quiser fazer toda a vontade de Deus e estar preparado para a volta de nosso Senhor Jesus Cristo.

________________


BIBLIOGRAFIA
Bíblia Sagrada - ARC
Comentário Bíblico Beacon Vol. I CPAD - Rio de Janeiro
Pastor Jorge Albertacci
Tudo por amor a Jesus e ao Seu rebanho
Volta Redonda - Rio de Janeiro
10/11/2016
 
Voltar para o conteúdo | Voltar para o Menu principal