Como Apascentar o Rebanho do SENHOR - Estudos Bíblicos

Buscar
Ir para o conteúdo

Menu principal:

Como Apascentar o Rebanho do SENHOR

Rebanho
João 21:15-23 
Atos 20:28-29 - 1 Pedro 5:1-9  
  
1. Apascentar com cuidado: Apascentar é uma mordomia que Deus confia aos Seus santos. Não se trata de uma profissão. Apascentar é um ato de amor que devotamos a Jesus e às almas sedentas da salvação por Ele trazida a este  mundo.
 
2. Não por força: Não por força e nem por violência, mas pelo meu Espírito (Zc 4:6). Deixar a Palavra prevalecer de forma inconteste pelos que estão de fora. Jesus é o Verbo de Deus – Ele é a Palavra Viva – Enquanto que a Bíblia é a Palavra Escrita – O pregador deve ser a Palavra Refletida. Se o que apascenta não for a Palavra Refletida, melhor seria não se apresentar como pastor.
 
3. Nem por torpe ganância: Ambição desonesta. Visando os bens do rebanho do Senhor, além expressar a inaptidão da pessoa para o ministério, ainda  é pecado, é escândalo e é crime.
 
4. Nem como tendo domínio sobre a herança de Deus: Nosso ponto de vista, nossa ideia, nosso raciocínio, nossa razão, e nossos costumes, nossos interesses, nunca devem prevalecer. Precisamos viver a Palavra de Deus e depois fazer nossas as de Paulo: Sede meus imitadores assim como eu sou de Cristo (1Co 11:1). Pior do que a pessoa ser inapta para o exercício do ministério, é ela não ser convertida e ainda ser desonesta.
 
O MINISTÉRIO DEVE SER EXERCIDO
 
- De forma voluntária;
 
- De ânimo pronto;
 
- Servindo de exemplo para o rebanho;
 
- Amando ao Senhor e ao rebanho (Jo 21:15).
 
- Não com ideias de neófitos (1 Tm 3:6) o neófito cai na condenação de diabo pela falta de habilidade para ministrar sobre as ovelhas do Senhor. Com grande facilidade ele adere às novidades que aparecem sem base bíblica provocando escândalo no evangelho (1 Tm 3:2).
 
- Suportando uns aos outros em amor e principalmente, os fracos (Mas, quem é forte, senão Deus?) (Rm 15:1).
 
- Usar a Bíblia com verdade: não diminuir e nem aumentar o seu conteúdo (Ap 22:18-19).

CONCLUSÃO
 
Há os que acrescentam até sem sentir, com seus pontos de vista radicais, com suas ideias nocivas. Principalmente no que diz respeito aos usos e costumes em detrimento da doutrina bíblica. Estes acabam se embaraçando, e levando seu ministério ao descrédito e por fim à falência. Porque o ministério não pertence ao que o exerce, mas, a Deus, o Senhor, o dono do rebanho. Seus pastores, nada mais são do que meros mordomos.

"Procura apresentar-te a Deus aprovado, como obreiro que não tem de que se envergonhar, que maneja bem a palavra da verdade”  2 Timóteo 2:15.
 
Jorge Albertacci
Pastor Emérito da Assembleia de Deus do Retiro
Volta Redonda – Rio de Janeiro – Brasil
 
 
Voltar para o conteúdo | Voltar para o Menu principal