Acheguemo-nos a Jesus Enquanto ha Tempo - Estudos Bíblicos

Buscar
Ir para o conteúdo

Menu principal:

Acheguemo-nos a Jesus Enquanto ha Tempo

Santificação
ACHEGUEMO-NOS A ELE ENQUANTO É TEMPO

INTRODUÇÃO

Não temos sequer, um milésimo tempo a perder, não sabemos o quão rápido o tempo passa dando lugar ao fim de todas as coisas aqui na terra. O tempo sobre o qual somos mordomos, velozmente passa. A porta da graça se fechará, simultâneamente, encerrando neste mundo a era da Igreja! Quando? Eu não sei! 

QUE CAMINHO SEGUIREMOS ENTÃO?

A humanidade está prestes a  encerrar os Juízos de Deus! Da mesma forma que não sabemos quando Jesus voltará, não sabemos também quando morreremos. De uma forma ou de outra nossa carreira aqui na terra findará em um desses eventos. "Foi por este motivo que Paulo disse: Porque nenhum de nós vive para si, e nenhum morre para si. Porque, se vivemos, para o Senhor vivemos; se morremos, para o Senhor morremos. De sorte que, ou vivamos ou morramos, somos do Senhor. Porque foi para isto que morreu Cristo, e ressurgiu, e tornou a viver, para ser Senhor, tanto dos mortos, como dos vivos." (Romanos 14:7-9). 

A NECESSIDADE DE VIGILÂNCIA CONTÍNUA

Imperativa é a necessidade de estarmos firmes na vinda de Jesus para o arrebatamento - ou firmes, para caso venhamos a morrer, que morramos Nele, para que assim, no dia do arrebatamento seremos ressuscitado. Somente em estar com Jesus, tudo, já é Céu! Aleluia! Quando o incrédulo afirma que o inferno é aqui mesmo, ele está testeficando sobre o que vai no seu coração - do outro lado, quando o crente em Cristo testefica: eu já vivo com Jesus - o meu lugar é o Céu! Eu vivo Nele, por Ele, com Ele e para Ele - esse crente está afirmando o que está no seu coração. Sobre este assunto Paulo, outra vez afirmou: "Porque dele e por ele, e para ele, são todas as coisas; glória, pois, a ele eternamente. Amém." (Romanos 11:36). Nas palavras do Senhor Jesus: Raça de víboras, como podem vocês, que são maus, dizer coisas boas? Pois a boca fala do que está cheio o coração. (Mateus 12:34 NVI).

"Cheguemos, pois, com confiança ao trono da graça, para que possamos alcançar misericórdia e achar graça, a fim de sermos ajudados em tempo oportuno." (Hebreus 4:16).

"E o Deus de toda a graça, que em Cristo Jesus vos chamou à sua eterna glória, depois de haverdes padecido um pouco, ele mesmo vos aperfeiçoará, confirmará, fortificará e fortalecerá." (1 Pedro 5:10).

"Lembra-te, Senhor, das tuas misericórdias e das tuas benignidades, porque são desde a eternidade. Não te lembres dos pecados da minha mocidade nem das minhas transgressões; mas, segundo a tua misericórdia, lembra-te de mim, por tua bondade, Senhor." (Salmos 25:6-7).

"Porque todos pecaram e destituídos estão da glória de Deus, sendo justificados gratuitamente pela sua graça, pela redenção que há em Cristo Jesus."  (Romanos 3:23-24).

CONCLUSÃO

As nossas palavras revelam muito bem o que realmente somos, pois a boca fala do que o coração está cheio. Favo de mel são as palavras suaves: doces para a alma e saúde para os ossos” (Pv 16:24)Pelo que entendemos, Jesus não tarda voltar e do modo de vida em que vivemos aqui, depende nossa entrada no Céu com Jesus. Não há mais tempo para perder. Nos Juízos de Deus não haverá direito ao contraditório. Tudo o que tinha que ser feito, Jesus fez de forma cabal, inclusive, como, Bom Pastor e Salvador deu Sua vida para nos resgatar de todas as desgraças que pesaria sobre nossas costas. Não banalizemos o que NOSSO SENHOR JESUS CRISTO EFETUOU POR TODOS NÓS NA CRUZ DO CALVÁRIO.

Pr. Jorge Albertacci

Atualmente Pastor Emérito da Catedral das 
Assembleias de Deus do Retiro
Presidida desde de 2008 pelo Pastor Pedro Gonçalves da Luz
Rua Engº Joaquim Cardozo, 448 - Retiro - 27281-360  
Volta Redonda - Rio de Janeiro



 
Voltar para o conteúdo | Voltar para o Menu principal