Teologia Prática - Estudos Bíblicos

Buscar
Ir para o conteúdo

Menu principal:

Teologia Prática

Teologia do Obreiro III
Teologia Prática

(Mateus 11:20-30; João 3:16; Marcos 16:15-18)

Enganam-se todos os que pensam que para pregar a Palavra de Deus de forma producente é necessário recorrer aos “Hors concours”, com as mais rebuscadas mensagens, por valores inacessíveis à Eleita do Senhor, desconhecidos da mesma, e pior ainda: não tendo nenhum compromisso com ela.

COERÊNCIA

O bom, vantajoso, e producente é se valer da prata da casa. A prata da casa não veio à toa, mas foi suada e trazidas pelas orações das irmãs e até mesmo das crianças. A prata da casa veio, porque alguém a buscou lá fora da nave do tempo. Como líder, como você tem tratado a prata da casa? Levando-a aos eventos recreativos, onde há muitas alegrias - onde os crentes praticam e participam de todos os atos que revelam que os mesmos nunca aprenderam nada sobre Jesus? Que esses crentes podem entristecer o Espírito Santo e depois ficarem inseridos no que disse o Senhor em Mateus 12:22-32. Portanto, use-os no serviço. Ensine-os a dar testemunho de Jesus, a orar, a frequentar as Escola Bíblica Dominical e todas as demais reuniões da Igreja. Coopere para que o Espírito Santo faça deles, prata da casa. Ensine-os a pregar a Palavra, mas, sempre na Igreja Local afim de que eles possam ser santos e preservados somente para Deus!

A verdadeira pregação se faz, acima de tudo com bom testemunho, com humildade e compaixão pelas almas, com exemplo de vida – podendo pregar na rua em que mora, na porta da farmácia em que compra, na porta da mercearia, do supermercado que entrega a compra em casa. Não sou triunfalista, mas recomendo: à medida em que você investir na obra de Deus, Ele investirá na tua vida (Mateus 6:33). Cuide da Igreja como bom mordomo. Cuide sabendo que ela é a Noiva do Cordeiro, e como tal, Seus olhos estão sempre voltados para ela. 
Tem você se esforçado pelo Reino de Deus? Quantas almas já ganhou este ano para Jesus? Você contribui para a Obra Missionária e para o Serviço de Assistência Social? Lembre-se destas palavras de Agostinho: "Deus não se torna maior se você o reverencia, mas você se torna maior se o serve". Mas, afinal, o que é o Serviço Cristão? Antes de ascender aos céus, o Senhor Jesus comissiona os discípulos a pregar o Evangelho até aos confins da terra: "É-me dado todo o poder no céu e na terra. Portanto, ide, ensinai todas as nações, batizando-as em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo; ensinando-as a guardar todas as coisas que eu vos tenho mandado; e eis que eu estou convosco todos os dias, até à consumação dos séculos. Amém!" (Mt 28:18-19).
 

A ELOQUÊNCIA DA PREGAÇÃO

Pregue segundo a homilia de Jesus! É! E incomode o povo da terra, mas, não com gritarias, “à valentona”, maus modos, trejeitos esquisitos - mas, incomode a todos os moradores da terra, assim como Pedro e João, na Porta do Templo, chamada Formosa! É isto mesmo! Com sinais e maravilhas! Com manifestação de poder do alto! Sem a autoridade ministerial que recebemos de nosso Senhor Jesus Cristo, jamais conseguiremos desempenhar com eficácia o serviço cristão. Nunca fique se autojustificando por sofrimentos, dissabores e ou desprezo. De acordo com Matthew Henry “em nenhum outro lugar o apóstolo Paulo sofreu mais oposição dos falsos profetas do que em Corinto”. Paulo foi duramente provado. Se você é fiel ao Senhor e está enfrentando oposição, não desanime. Siga o exemplo da Paulo. Não se exaspere, não deixe de realizar a obra que lhe foi confiada por Deus com amor e zelo. O inimigo desejava enfraquecer a Paulo e a sua liderança, impedindo a Igreja de avançar. Ele também deseja fazer o mesmo com você. Não tente agir por si mesmo, porque esta é uma batalha espiritual.
 

PREGANDO E ENSINANDO

Pregue procurando entender se o auditório está te entendendo. Seja coerente consigo mesmo, e muito mais ainda, com a Igreja de Deus!
Mantenha a postura de um homem de Deus, sem uso de cacoetes. Se o operador de áudio estiver surdo, e o som estiver muito alto, despreze o microfone! Faça isto, que o povo de Deus ficará satisfeito.

CAIA NA GRAÇA

Não seja inconveniente às pessoas de bom senso – não force o auditório a gritar, a pular, a praticar modos que não coadunam com o que o Espírito Santo realmente quer. Você somente fala, suavemente, mas com poder. Fale somente a Palavra e deixa o mover, o batizar, o curar, falar as línguas dos anjos, profetizar, interpretar, com cânticos espirituais acontecerem! Deixe a manifestação dos dons por conta de quem os têm! Estou me referindo ao Espírito Santo!

PRIORIZE A AÇÃO DO ESPÍRITO

Dê um espaço para o Espírito do Senhor! Se porventura durante o seu sermão você ver lágrimas rolando pelo rosto dos irmãos – agradeça a Deus, mas, agradeça suavemente - porque eles estão reconhecendo que há um profeta no meio deles.

NÃO PERCA A CONFIANÇA DO AUDITÓRIO

Nunca prometa que vai acontecer coisas extraordinárias no final do culto. Deixe que estas acontecem segundo a vontade de Deus. Você somente fala. Cumpra fielmente a tua parte que o Espírito do Senhor fará a Dele. Ele te honrará, com certeza. Finalmente, recomendo, que, antes de você começar a falar, quer seja em pregação, em culto de doutrina, Santa Ceia, nas reuniões do ministério, de obreiros, nas assembleias gerais e nos cultos ao ar-livre – fale primeiro com Jesus! Faça isto, fale primeiro com Ele! Fazendo assim, não tenho dúvida de que você será considerado como um humilde servo de Deus!  Deixe o povo assustado, incomodado, pensativo, mas, simplesmente pelo que DEUS FEZ, porque o teu rosto pode brilhar durante a pregação! Se brilhar o teu, claro que dificilmente você conseguirá falar algo mais - porque a estas alturas o Espírito do Senhor inundou a Igreja!

CONCLUSÃO

Não canse o auditório, se for possível, fale apoiado sobre um só dos seus seus pés que assim você está livre de enfadar as pessoas, e eles livres de murmurarem por não suportar tantas ilustrações, tantas experiências, tantas conjecturas. Seja decente que todos os irmãos, os obreiros, os visitantes e o pastor ficarão com saudade de você. Como servos do Senhor, não podemos nos esquecer que somos responsáveis, diante de Deus, por quem lideramos. Precisamos agir com temor, tremor e muita responsabilidade. Consientizemo-nos de que, o serviço cristão torna o crente um cooperador de Deus na expansão do Evangelho de Cristo.

_____________________

Pastor Jorge Albertacci
Jubilado da
Assembleia de Deus do Retiro
Volta Redonda - RJ
Membro Ativo das Conveções:
CGADB 10.092 - CONFRADERJ  1.135
 
 
Voltar para o conteúdo | Voltar para o Menu principal