Quinze Instrumentos Para o Trabalho - Estudos Bíblicos

Buscar
Ir para o conteúdo

Menu principal:

Quinze Instrumentos Para o Trabalho

Esboço III > Esboço IV
_________


Quinze Instrumentos Para o Trabalho
Reunião de Obreiros
30/07/2001 - 17/08/2008
 
João 5:17 - João 9:4
 
“E Jesus lhes respondeu: Meu Pai trabalha até agora, e eu trabalho também. Convém que eu faça as obras daquele que me enviou, enquanto é dia; a noite vem, quando ninguém pode trabalhar.”
 
INTRODUÇÃO
 
Quando priorizamos à evangelização do mundo e tratamos com desvelo tudo quanto Deus nos confiou, e nos ordenou a fazer, os sofrimentos pelos quais passamos neste mundo, nos servem de motivação para empregarmos com fidelidade toda nossa capacidade no santo ministério.
 
01. Trabalhe com o coração - AME - Rm 5:5:
Ea esperança não traz confusão, porquanto o amor de Deus está derramado em nossos corações pelo Espírito Santo que nos foi dado.
 
02. Trabalhe com os joelhos - ORE - Ef 3:14:
Por causa disto me ponho de joelhos perante o Pai de nosso senhor Jesus Cristo.
 
03. Trabalhe com as mãos - AJUDE - 2Cr 15:7:
Mas esforçai-vos e não desfaleçam as vossas mãos; porque a vossa obra tem uma recompensa.
 
04. Trabalhe com os pés - EVANGELIZE - Is 52:7:
Quão suave são sobre os monte, os pés dos que anuncia as Boas Novas, que faz ouvir a paz, que anuncia o bem, que faz ouvir a salvação, que diz a Sião: O teu Deus reina!
 
05. Trabalhe com os lábios  PREGUE  2Tm 4:2:
Que pregues a palavra, instes a tempo e fora de tempo; redarguas (contestar - rebater - combater), repreendas com toda a longanimidade e doutrina.
 
06. Trabalhe com prudência – VIGIE  Lc 14:28-20:
Pois qual de vós, querendo edificar uma torre, não se assenta primeiro a fazer as contas dos gastos, para ver se tem com que acabar? Para que não aconteça que, depois de haver posto os alicerces e não a podendo acabar todos os que a virem comecem a escarnecer dele dizendo: este homem começou a edificar e não pôde acabar.
 
07. Trabalhe com a mente  PENSE – 1tm 6:18:  
Que façam o bem, enriqueçam em boas obras, repartam de boa mente e sejam comunicáveis.
 
08. Trabalhe com boa vontade - DESPRENDA-SE DO SEU EGO  2 Coríntios 12:15: 
Eu, de muito boa vontade, gastarei e me deixarei gastar pelas vossas almas, ainda que, amando-vos cada vez mais, seja menos amado.
 
09. Trabalhe com os olhos – VEJA OS CAMPOS - Jo 4:35: 
Não dizeis vós que ainda há quatro meses até que venha a ceifa? Eis que eu vos digo: levantai os vossos olhos e vede as terras, que já estão brancas para a ceifa.
 
10. Trabalhe com todo o teu ser – SEM RESERVAS - 1 Ts 5:23: 
E o mesmo Deus de paz vos santifique em tudo; e todo o vosso espírito, e alma, e corpo sejam plenamente conservados irrepreensíveis para a vinda de nosso Senhor Jesus Cristo.
 
11. Trabalhe com o sal do seu corpo – SE GASTE - Mateus 5:13: 
Vós sois o sal da terra; e, se o sal for insípido, com que se há de salgar? Para nada mais presta, senão para se lançar fora e ser pisado pelos homens.
 
12. Trabalhe com o dom – VALORIZE - 1 Timóteo 4:14: - Não desprezes o dom que há em ti, o qual te foi dado por profecia, com a imposição das mãos do presbitério.
 
13. Trabalhe com a luz – ILUMINE - Lucas 11:35: - Vê, pois, que a luz que em ti há não sejam trevas. Mateus 5:14  Vós sois a luz do mundo; não se pode esconder uma cidade edificada sobre um monte.
 
14. Trabalhe com sabedoria – CUIDADO COM OS QUE ESTÃO DE FORA Salmos  111:10: 
O temor do SENHOR é o princípio da sabedoria; bom entendimento têm todos os que lhe obedecem; o seu louvor permanece para sempre. – Provérbios 9:10:  O temor do SENHOR é o princípio da sabedoria, e a ciência do Santo, a prudência.
 
15. Trabalhe com sobriedade – SEJA IRREPREENSÍVEL - 2 Timóteo 4:5: 
Mas tu sê sóbrio em tudo, sofre as aflições, faze a obra de um evangelista, cumpre o teu ministério. - 1 Timóteo 3:2: - Convém, pois, que o bispo seja irrepreensível, marido de uma mulher, vigilante, sóbrio, honesto, hospitaleiro, apto para ensinar.
 
 
CONCLUSÃO
 
Quando empregamos todas as coisas que Deus nos confiou como mordomos Seu, somos abençoados em todos os aspectos da nossa vida. Mas, quando negligenciamos, somos qualificados como servos maus. Nosso dever como bons mordomos do Senhor é desprendermos de todos os bens efêmeros deste mundo e investirmos no sentido de ajuntarmos tesouro no Céu. É fazer assim como Jesus nos ensinou: Mas buscai primeiro o Reino de Deus, e a sua justiça, e todas essas coisas vos serão acrescentadas.” (Mateus 6:33).

_________


Jorge Albertacci
Pastor Emérito
Assembleia de Deus do Retiro
Volta Redonda - RJ
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Voltar para o conteúdo | Voltar para o Menu principal