Assim é a Graça de Deus - DESCOMPLICADA - Estudos Bíblicos

Buscar
Ir para o conteúdo

Menu principal:

Artigos II
Assim é a Graça de Deus
 
Texto Bíblico Introdutório
 
Lamentações 3:21-27
 
“Todavia, lembro-me também do que pode dar-me esperança: Graças ao grande amor do Senhor é que não somos consumidos, pois as suas misericórdias são inesgotáveis. Renovam-se cada manhã; grande é a tua fidelidade! Digo a mim mesmo: A minha porção é o Senhor; portanto, nele porei a minha esperança. O Senhor é bom para com aqueles cuja esperança está nele, para com aqueles que o buscam; é bom esperar tranquilo pela salvação do Senhor. É bom que o homem suporte o jugo enquanto é jovem.”

INTRODUÇÃO

Quando aceitamos a Cristo Jesus como Senhor e Salvador das nossas almas e consequentemente entregamos nossas vidas sem reservas a ele, automaticamente passamos a viver sob sua incomensurável graça e em função dela, tanto no aspecto material como no espiritual também.
 
A GRAÇA QUE VEIO DO CÉU
 
A graça de Deus emanou do seu coração amoroso para salvar o homem perdido, por meio do sacrifício vicário de Cristo Jesus. Todos quando foram alcançados pela graça devem sentir no seu coração o ardente desejo de ensinar que ela como  graça de Deus é a mais extraordinária e maravilhosa manifestação do seu amor pela humanidade, por intermédio de Jesus Cristo, o seu Filho.
 
E O CÉU VEIO A NÓS
 
De sorte que haja em vós o mesmo sentimento que houve também em Cristo Jesus, que, sendo em forma de Deus, não teve por usurpação ser igual a Deus, mas esvaziou-se a si mesmo, tomando a forma de servo, fazendo-se semelhante aos homens; e, achado na forma de homem, humilhou-se a si mesmo, sendo obediente até à morte, e morte de cruz. (Filipenses 2:5-8). Ele mesmo veio a nós
 

A graça de Deus é a mais extraordinária manifestação do seu amor para com a humanidade. Mas esta só pode usufruir os benefícios desse recurso divino, se reconhecer o seu estado miserável, em termos espirituais, e converter-se mediante a aceitação de Cristo como Salvador.

A INCOMENSURABILIDADE DA GRAÇA

A graça foi a forma usada pelo Pai para descomplicar a vida das pessoas de serem alcançadas para a salvação, como foi no caso de Zaqueu que consta em Lucas 19:1-9; da mulher Samaritana – João 4:5-43; da mulher Cananeia de  Mateus 15:21-28; da mulher adúltera de João 8:1-8; dos leprosos fora do convívio dos fariseus; do publicano indigno até mesmo de orar – Mateus 23:23-26, bem como, de todos os miseráveis da terra: Lucas 19:10 Pois o Filho do homem veio buscar e salvar o que estava perdido" - Lucas 19:10 (NVI).

LIVRE ACESSO MEDIANTE A GRAÇA
 
Hoje todos nós, se quisermos, podemos confessar nossa salvação a Deus e perante o mundo – mesmo assim, em pleno século 21, ainda existem muitos confusos não sabendo com certeza sob qual evangelho sua vida pode ser salva. A confusão, paira exatamente onde ela não existe mais, paira: entre o evangelho da graça, o evangelho do reino, o evangelho das boas novas, o evangelho que é o poder de Deus! Ou seja, tentam confundir as pessoas onde a graça superabundou. Em Cristo temos livre acesso ao Pai, onde, quando e como quisermos - sem nenhum impecílio conforme detalhou o Espírito Santo sobre o escritor da carta aos Hebreus: "Tendo, pois, irmãos, ousadia para entrar no santuário, pelo sangue de Jesus, Pelo novo e vivo caminho que ele nos consagrou, pelo véu, isto é, pela sua carne, E tendo um grande sacerdote sobre a casa de Deus, Cheguemo-nos com verdadeiro coração, em inteira certeza de fé, tendo os corações purificados da má consciência, e o corpo lavado com água limpa,  Retenhamos firmes a confissão da nossa esperança; porque fiel é o que prometeu. E consideremo-nos uns aos outros, para nos estimularmos ao amor e às boas obras, Não deixando a nossa congregação, como é costume de alguns, antes admoestando-nos uns aos outros; e tanto mais, quanto vedes que se vai aproximando aquele dia." Hebreus 10:19-25. 

CONCLUSÃO

Porque A GRAÇA de Deus se há manifestado, trazendo salvação a todos os homens.


E A GRAÇA de nosso Senhor superabundou com a fé e o amor que há em Jesus Cristo. Pelo que, tendo recebido um Reino que não pode ser abalado, retenhamos A GRAÇA, pela qual sirvamos a Deus agradavelmente com reverência e piedade.


Mas A GRAÇA foi dada a cada um de nós segundo a medida do dom de Cristo.


Aquele que é a Palavra tornou-se carne e viveu entre nós. Vimos a sua glória, glória como do Unigênito vindo do Pai, cheio de GRAÇA e de verdade.


Veio, porém, a lei para que a ofensa abundasse; mas, onde o pecado abundou, superabundou A GRAÇA.


Porque o pecado não terá domínio sobre vós, pois não estais debaixo da lei, mas debaixo DA GRAÇA.


Mas ele me disse: "Minha GRAÇA é suficiente a você, pois o meu poder se aperfeiçoa na fraqueza". Portanto, eu me gloriarei ainda mais alegremente em minhas fraquezas, para que o poder de Cristo repouse em mim.


Pois quê? Pecaremos porque não estamos debaixo da lei, mas debaixo DA GRAÇA?


De modo nenhum! Pois assim como por uma só ofensa veio o juízo sobre todos os homens para condenação, assim também por um só ato de justiça veio A GRAÇA sobre todos os homens para justificação de vida.


Sendo justificados gratuitamente por sua GRAÇA, por meio da redenção que há em Cristo Jesus.


Porque a lei foi dada por Moisés; A GRAÇA e a verdade vieram por Jesus Cristo. O qual, quando chegou e viu A GRAÇA de Deus, se alegrou e exortou a todos a que, com firmeza de coração, permanecessem no Senhor.


Pois vocês são salvos pela graça, por meio da fé, e isto não vem de vocês, é dom de Deus; não por obras, para que ninguém se glorie.


Portanto, você, meu filho, fortifique-se na GRAÇA que há em Cristo Jesus.


Assim, aproximemo-nos do trono da GRAÇA com toda a confiança, a fim de recebermos misericórdia e encontrarmos GRAÇA que nos ajude no momento da necessidade.


E, se é pela graça, já não é mais pelas obras; se fosse, a graça já não seria graça.


Mas ele nos concede GRAÇA maior. Por isso diz a Escritura: "Deus se opõe aos orgulhosos, mas concede GRAÇA aos humildes".


Mas cremos que seremos salvos pela GRAÇA do Senhor Jesus Cristo, como eles também.

E Deus é poderoso para fazer abundar em vós toda a graça, a fim de que tendo sempre, em tudo, toda a suficiência, abundeis em toda a boa obra.

REFERÊNCIAS BÍBLICAS

(João 1:14; Atos 15:11; Tito 2:11; 1 Timóteo 1:14; 2 Timóteo 2:1; Hebreus 12:28; Hebreus 4:16; Efésios 4:7; Efésios 2:8-9; Romanos 3:24; Romanos 5:20; Romanos 6:14; Romanos 6:15; Romanos 5:18; Romanos 11:6; 2 Coríntios 9:8; 2 Coríntios 12:9; João 1:17; Tiago 4:6).



Pr. Jorge Albertacci
Volta Redonda, Rio de Janeiro
27/04/2019
 
Pastor Emérito das Assembleias de Deus do Retiro
 
 
Voltar para o conteúdo | Voltar para o Menu principal