Tirados Para Fora - Estudos Bíblicos

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur ad elit.
Morbi tincidunt libero ac ante accumsan.

Estudos Bíblicos

Pr Jorge Albertacci

Levantai os vossos olhos para as terras que já estão brancas para a colheita. (João 4:35)

Ir para o conteúdo

Tirados Para Fora

Evangelismo e Missões
TIRADOS PARA FORA
Mateus 5:15-16

Não se acende a candeia e se coloca debaixo do alqueire, mas, no velador, e dá luz a todos que estão na casa. Assim resplandeça a vossa luz diante dos homens, para que vejam as vossas boas obras e glorifiquem o vosso Pai, que está nos céus. 

INTRODUÇÃO

Fomos tirados para fora, para conquistar as almas para o Reino de Deus: Com nossa pregação - Com nosso o cântico - Com a nossa oração – Com a nossa misericórdia – Com o nosso amor – Com a nossa compaixão – Com nosso o sentar – Com o nosso levantar – Com o nosso sorriso – Com o nosso choro – Com o nosso modo de chegar – Com o nosso modo de estar – com o nosso modo de sair – Com a nossa roupa – Com as nossas atitudes – Com o nosso caráter – Com o nosso zelo – Com o nosso apego à Palavra do Senhor – Com a nossa abnegação – Com nossa a humildade – Com o nosso desprendimento para com as coisas efêmeras deste mundo.

O DEVER DE CADA CRENTE

Como Igreja de Cristo, nosso dever é estar voltado para fora. Cada crente é uma extensão da Igreja. Muitos fios energizados juntos pode formar curto circuito. É lá fora que está o povo que carece da presença da Igreja. É lá fora que estão as pessoas carentes de uma visita. É lá fora que existe muitos e muitas que precisam da oração da Igreja, mas que, nunca a receberão, porque estes jamais entrarão na Casa De Deus.

A IGREJA, SUA ABRANGÊNCIA E A CHAMA PENTECOSTAL

A Igreja não é uma comunidade fechada, não, nunca - seus membros a representa em todos os bairros das cidades. Levando a Palavra e observando a necessidade das pessoas. Em Lucas 24:49, Jesus ordenou que seus discípulos ficassem na cidade – porque Ele tinha em vista o Dia de Pentecostes no qual eles seriam revestidos de poder, para depois, saírem a proclamar as Boas Novas de Salvação. O Movimento Pentecostal teve sua origem no Dia de Pentecostes, quando o Espírito Santo foi derramado sobre a Igreja (At 2:2). Desde então a chama do Espírito Santo tem se mantido acesa nos corações de muitos crentes ao longo dos anos. Ela chegou ao Brasil com os missionários Daniel Berg e Gunnar Vingren. Não podemos deixar que esta chama se apague!

O ESPÍRITO SANTO DE DEUS

A Bíblia nos rele que o Espírito Santo é um Ser pessoal que busca relacionar-se com o homem. No desenvolvimento deste relacionamento, o Espírito Santo protagoniza o papel de condutor da Igreja. Sob Sua direção, a Igreja caminha na “estrada” da Graça de Deus buscando ser a principal testemunha de Jesus Cristo de Nazaré. O Espírito Santo é a Terceira Pessoa da Trindade Santíssima e, à semelhança do Pai e do Filho, é Deus.

A OBRA DO ESPÍRITO

Ele convence, faz nascer de novo e habita no crente (Jo 16.7-11; 3.3-6; 14:16-17). Ele influencia, purifica e liberta (Rm 8:8-11: 2 Ts 2:13-17: Rm 8:1-4). Ele capacita para o testemunho (At 1:8; Jo 1:12-33). Ele edifica, inspira para adoração e envia (Ef 2:20-22; Fp 3:3; At 13:2-4).
|...| O Espírito de Deus nos guia para a revelação da verdade se nós assim o permitirmos. Se tivermos o desejo de dar frutos, então devemos deixá-lo que nos guie porque Ele nos conduzirá até a verdade. Se deixarmos o Espírito ser o nosso consolador e guia, isso nos ajudará quando estivermos passando pelos momentos difíceis de nossas vidas” (Moody). No Dia de Pentecostes, o Espírito Santo foi derramado sobre a Igreja (At 2:2), enchendo a todos aqueles crentes e batizando-os, tal como prometera o Senhor (Lc 24:49; At 1:5). Após o Pentecostes, os discípulos passaram a pregar e a evangelizar vigorosa e eficazmente, alcançando Israel e as nações gentias sem impedimento algum (At 28:31).

CONCLUSÃO

Busquemos o poder do alto; mantenhamos acesa a chama pentecostal. O autêntico pentecostes leva o crente a evangelizar com poder e dinamismo, a orar e a contribuir para a obra missionária. Precisamos do Espírito atuando poderosamente em nosso meio. Caso contrário, corremos o risco de compactuar com o mundo (Rm 12:2; 1 Jo 2:15). Laodiceia tornou-se intragável, porque havia se tornado espiritualmente morna (Ap 3:15b). Busquemos, pois, o poder do alto, e lancemo-nos à conquista do mundo para Cristo no poder do Espírito Santo (At 1:8). Precisamos conhecer melhor o Espírito Santo, pela nossa total e continua rendição e comunhão com Ele para entendermos devidamente suas manifestações. Ele não é um mero símbolo ou uma energia celestial. É a Terceira Pessoa da Santíssima Trindade. Ele é Deus. Como Igreja de Cristo, mantenhamos a comunhão com o Espírito Santo, o Espírito de santidade e de vida, a fim de preservar os ensinos e os valores bíblicos que fundamentam a fé pentecostal. Fonte de Pesquisa: LB – CPAD – 03 de Abril de 2011Comentarista: Elienai Cabral.

Jorge Albertacci
Assembleia de Deus do Retiro
Volta Rednda - RJ
 
Voltar para o conteúdo