O poder da oração - Estudos Bíblicos

Buscar
Ir para o conteúdo

Menu principal:

O poder da oração

Artigos
_____________

O PODER DA ORAÇÃO
 
Em Sua oração sacerdotal, contida em João capítulo 17, Jesus clama ao Pai, afim de que os Seus discípulos fossem, e/ou sejam abençoados e santificados nele.  Por força de uma oração tão poderosa, um seguidor de Cristo se torna puro e santo por meio da fé e da obediência à Sua santa Palavra.
 
O Diabo com toda sua astúcia maléfica, jamais terá poder algum para amaldiçoar os servos do Senhor Jesus – mesmo assim seus emissários estão por aí na teimosia tentando amaldiçoa-los. Por incrível que pareça, muitos destes agoureiros, paradoxalmente, são detentores de um lugar de relevo nos púlpitos das Igrejas. Onde os santos se reúnem para adorar a Deus e espírito e em verdade, e esperar uma palavra revestida de poder e de bênção e por fim, uma oração alentadora.
 
É bom ressaltar que estes santos do Senhor estão no lugar certo e na hora certa, mas, o que ministra pode estar inserido no rol daqueles que o próprio Senhor escolheu. E por fim falou sobre ele em João 6:70-71. Isto mostra que cada crente por mais simples que seja, deve ter pleno conhecimento da Palavra de Deus e além do pleno convencimento de que ela é divinamente inspirada – deve estar inteirado também que tudo que sair dos seus preceitos é de procedência do Diabo. O aprendizado primordial do crente é na Igreja com os irmãos. Na oração, na Escola Bíblica Dominical, nos cultos de doutrina, nos cultos públicos, na celebração da Santa Ceia, bem como nas demais atividades da Igreja. Esta é a escola do crente! Esta é a faculdade de Deus na qual eu aprendi o que aprendi.
 
PALAVRA DE MALDIÇÃO

Equivocados estão todos quantos possam pensar que suas palavras tem poder para amaldiçoar um dos pequeninos que Jesus adotou com Seu filho, e o santificou com Sua Palavra e com Sua oração, (João 15:3; 17). É prudente saber que, ainda que um destes discípulos tenham praticado pecado, nenhuma palavra de agoureiro exercerá poder, sobre ele.
 
ATENTE PARA AS PALAVRAS DE JOÃO
 
“Meus filhinhos, estas coisas vos escrevo para que não pequeis; e, se alguém pecar, temos um Advogado para com o Pai, Jesus Cristo, o Justo - Meus filhinhos, estas coisas vos escrevo para que não pequeis; e, se alguém pecar, temos um Advogado para com o Pai, Jesus Cristo, o Justo. E ele é a propiciação pelos nossos pecados e não somente pelos nossos, mas também pelos de todo o mundo.  E nisto sabemos que o conhecemos: se guardarmos os seus mandamentos.  Aquele que diz: Eu conheço-o e não guarda os seus mandamentos é mentiroso, e nele não está a verdade.  Mas qualquer que guarda a sua palavra, o amor de Deus está nele verdadeiramente aperfeiçoado; nisto conhecemos que estamos nele. Aquele que diz que está nele também deve andar como ele andou” - (1 João 2:1-6).
 
O PODER DA ORAÇÃO NAS PALAVRAS DE TIAGO
 
“Está alguém entre vós aflito? Ore. Está alguém contente? Cante louvores. Está alguém entre vós doente? Chame os presbíteros da igreja, e orem sobre ele, ungindo-o com azeite em nome do Senhor;  e a oração da fé salvará o doente, e o Senhor o levantará; e, se houver cometido pecados, ser-lhe-ão perdoados.  Confessai as vossas culpas uns aos outros e orai uns pelos outros, para que sareis; a oração feita por um justo pode muito em seus efeitos.  Elias era homem sujeito às mesmas paixões que nós e, orando, pediu que não chovesse, e, por três anos e seis meses, não choveu sobre a terra. E orou outra vez, e o céu deu chuva, e a terra produziu o seu fruto”
 
Entretanto, se estes discípulos forem obstinados, aí sim, aí, a coisa muda de figura, mas, qualquer ação punitiva, aplicada pela Igreja, não pode passar de “exortativa” (vide o significado real da palavra exortar). Agora, para aqueles que de forma obstinada, preferem viver no pecado, ainda que, com os pés na Igreja, mas, com a cabeça no mundo, sua punição será aplicada sim. Por quem tem competência para tal, neste caso, a Igreja, por desobediência à Palavra de Deus, e por infringência estatutária, e pelo próprio Senhor Jesus, no fim dos tempos.

Se a oração de um justo pode muito em seus efeitos imaginemos a de Jesus! (João 17; Tiago 5:16).
 
Em Hebreus 4:12-14, temos a seguinte afirmativa:
 
“Porque, devendo já ser mestres pelo tempo, ainda necessitais de que se vos torne a ensinar quais sejam os primeiros rudimentos das palavras de Deus; e vos haveis feito tais que necessitais de leite e não de sólido mantimento. Porque qualquer que ainda se alimenta de leite não está experimentado na palavra da justiça, porque é menino. Mas o mantimento sólido é para os perfeitos, os quais, em razão do costume, têm os sentidos exercitados para discernir tanto o bem como o mal”
 
O tempo é chegado, no qual devemos entender o valor e o poder da oração. É tempo de sabermos que além de muitos irmãos, o próprio Jesus orou por nós. É tempo de crescermos na fé, adquirirmos maturidade, sermos responsáveis, independentes em Cristo. Submissos aos que com o coração apascentam o rebanho do Senhor. Caso não tenhamos alcançado um bom crescimento no conhecimento secular, pelo menos na fé, já era hora.
 
Empreguemos um pouco do nosso tempo à oração. É através dela que passamos a entender qual é a vontade de Deus para nossas vidas, como disse Paulo aos - Romanos 12:2:  "E não vos conformeis com este mundo, mas transformai-vos pela renovação do vosso entendimento, para que experimenteis qual seja a boa, agradável e perfeita vontade de Deus."
 
O crente não pode ser igual a Faraó  que quando a coisa apertou, ele chamou a Moisés e a Arão e disse: ORAI AO SENHOR QUE TIRE AS RÃS DE MIM E DO MEU POVO; depois, deixarei ir o povo, para que sacrifiquem ao SENHOR.  E Moisés disse a Faraó: Tu tenhas glórias sobre mim. QUANDO ORAREI POR TI, e pelos teus servos, e por teu povo, para tirar as rãs de ti e das suas casas, de sorte que somente fiquem no rio?  E ELE DISSE: AMANHÃ. E Moisés disse: Seja conforme a tua palavra, para que saibas que ninguém como o SENHOR, nosso Deus (Êxodo 8:8-10.
 
Com elevado apreço

_____________

 
Volta Redonda, 2014
Pr. Jorge Albertacci
 Assembleia de Deus em Volta Redonda
Rio de Janeiro
 
 
Voltar para o conteúdo | Voltar para o Menu principal