Um obreiro de coração de carne - Estudos Bíblicos

Buscar
Ir para o conteúdo

Menu principal:

Um obreiro de coração de carne

Teologia do Obreiro
________
Ezequiel 36:26

"Também vos darei um coração novo, e porei dentro de vós um espírito novo; e tirarei da vossa carne o coração de pedra, e vos darei um coração de carne." 


Quanto, porém, à caridade fraternal, não necessitais de que vos escreva, visto que vós mesmos estais instruídos por Deus que vos ameis uns aos outros; PORTANTO, CONSOLAI-VOS UNS AOS OUTROS COM ESTAS PALAVRAS. Pelo que exortai-vos uns aos outros e edificai-vos uns aos outros, como também o fazeis.

Porque também nós éramos, noutro tempo, insensatos, desobedientes, extraviados, servindo a várias concupiscências e deleites, vivendo em malícia e inveja, odiosos, odiando-nos uns aos outros. Antes, exortai-vos uns aos outros todos os dias, durante o tempo que se chama Hoje, para que nenhum de vós se endureça pelo engano do pecado. E consideremo-nos uns aos outros, para nos estimularmos à caridade e às boas obras. - (1Ts 4:9; 1Ts 4:18; 1Ts 5:11; Tito 3:3; Hebreus 10:24).


INTRODUÇÃO

Nas recomendações de Paulo, o apóstolo do SENHOR, no textos supracitados, percebemos o cuidado que ele tinha com todos quantos aderiam à Igreja de CRISTO através da sua pregação. Da mesma forma, o escritor da espítola aos hebreus primava pelo mesmo zelo.
 
Nas considerações de Paulo, a Igreja era, assim como para mim, é, “una” – poderia ser em Tessalônica, Corinto, Filipos, Jerusalém, Galileia, Macedônia, Éfeso – em qualquer lugar, até mesmo na casa de uma família, ali poderia estar a Igreja do SENHOR como Corpo de Cristo que é. Paulo não era sectário. Não. Longe disto. Paulo considerava a Igreja do SENHOR como que se fosse do SENHOR – e ele, Paulo, um mero mordomo do ministério que fora surpreendido pelo SENHOR na estrada de Damasco (Atos 9).

COMENTÁRIO

A partir de então, e  para começar a andar pelo Novo Caminho (Hb 10:20) ele ficou cego! (At 9:8). O homem incrédulo que DEUS tinha “planos” na vida dele, simplesmente caiu, e ficou cego. Caiu, porque ele precisava se levantar com outras perspectivas de vida. Ou seja, convertido, e consequentemente, manso, compreensível, amável, humilde e doravante, santo. Cego, porque a partir de então, ele como apóstolo do SENHOR teria que ver o mundo e as pessoas com “outros olhos” – assim como via o autor do Salmo 133:1-3 (NVI): "Como é bom e agradável quando os irmãos convivem em união!  É como óleo precioso derramado sobre a cabeça, que desce pela barba, a barba de Arão, até a gola das suas vestes.  É como o orvalho do Hermom quando desce sobre os montes de Sião. Ali o Senhor concede a bênção da vida para sempre."  Agora em Cristo, o coração de pedra, transformou-se em coração de carne.
 
A partir de então, Paulo com uma “Nova Visão” passa a compreender o teor da Palavra de DEUS e a necessidade que cada crente tem de ser consolado com ela. Paulo entendeu que na Palavra do SENHOR estava o lenitivo que consolaria os corações de todos os crentes em CRISTO e inclusive o dele próprio. Todavia, ele priorizava a conversão dos incrédulos a Cristo. Não há como refutar de que Paulo tenha sido o maior missionário da história da igreja.

Volto a afirmar: Só que Paulo, via a Igreja, como sendo exclusiva do SENHOR. Estivessem os irmãos reunidos onde estivessem; conhecidos dele ou não, eram todos considerado por ele como servos do SENHOR. Motivo este, que o levou a fazer as recomendações acima: CONFORTAI-VOS UNS AOS OUTROS COM ESTAS PALAVRAS. 

Ele via as necessidades das pessoas como que se fosse dele. Tanto que ele sacrificava sua própria vida para salvar a de outrem. Paulo era assim. Como CRISTO, antes dele observar as falhas das pessoas, ele atentava para suas necessidades. Atentava, mas, no anseio de ajuda-las a aproximar-se de Cristo. Via a morte em iminência, mas, nem por isto reclamava, ou se auto justificava.  Certa vez ele escreveu aos Gálatas 4:19, nestes termos: Meus filhinhos, por quem de novo sinto as dores de parto, até que Cristo seja formado em vós!
 
Paradoxalmente, um homem com dores de parto! Para esta alusão de Paulo temos um entendimento óbvio: Paulo, concebia, ficava grávido para gerar filhos na fé, salvos por CRISTO JESUS. Logo, com essa gravidez, alguém estava sendo gerado – gerado pela unção do ESPÍRITO do SENHOR que habitava nele, por JESUS CRISTO, para pertencer o Reino dos Céus.
 
Então, à medida em que o nascimento desse novo filho ia se aproximando as dores iam se intensificando, até o nascimento! Paulo sentia dores de parto pelos pecadores. Por isso, como mãe, que antes sofrera para gerar o filho, com os sofrimentos decorrentes da gravidez, agora que o filho nasceu, ela cuida desse filho. Amando-o, consolando-o, sofrendo por ele, alimentando-o com o que há de melhor em sua casa.
 
Não como a estória fictícia que ouvi contar da onça que teve seus filhotes, e ao cuidar deles, acabou lhes furando os olhos com as próprias unhas. Outra que eu conheci, vi, foi a porca que ao ganhar seus leitões, além de comer alguns, ainda deitou em cima de outros, esmagando-os.

CONCLUSÃO

Encerro este texto com as recomendações de outro apóstolo, Pedro, em sua Primeira Carta 5:1-4: Aos presbíteros (Bispos ou Pastores) que estão entre vós, admoesto eu, que sou também presbítero com eles, e testemunha das aflições de Cristo, e participante da glória que se há de revelar: apascentai o rebanho de Deus que está entre vós, tendo cuidado dele, não por força, mas voluntariamente; nem por torpe ganância, mas de ânimo pronto; nem como tendo domínio sobre a herança de Deus, mas servindo de exemplo ao rebanho. E, quando aparecer o Sumo Pastor, alcançareis a incorruptível coroa de glória.
 
Este domínio sobre o qual enfatizou Pedro, é algo muito perigoso para os obreiros que ministram às ovelhas do Senhor, chegando a ser imperceptível para os que assim praticam, e muito notável para os que estão à sua volta.

A tendência do homem é querer dominar tudo, inclusive o rebanho do Senhor quando este ministra sobre ele.
Veja aqui o projeto 20X20 de Paulo, parafraseado por Terense Osborn: Atos 20:20 Como nada, que útil seja, deixei de vos anunciar e ensinar publicamente e pelas casas.


________

Pr. Jorge Albertacci
Assembleia de Deus do Retiro

Volta Redonda – Rio – 23-03-2014
 
 
 
Voltar para o conteúdo | Voltar para o Menu principal