Um Culto Diferente - Estudos Bíblicos

Buscar
Ir para o conteúdo

Menu principal:

Um Culto Diferente

Esboços
Atos 2:37-47

Voltemo-nos, ao culto que a Igreja Primitiva oferecia ao Senhor, e observemos com atenção um culto diferente dos cultos celebrados pela Igreja hodierna.

1. Falta-nos hoje, a liberdade ao Espírito Santo de Deus para usar seus santos como lhe apraz
 
As pessoas não são abnegadas, preferem ser autônomas, e colocam a Palavra em segundo plano, ao invés de deixarem serem usadas, querem usar o Espírito Santo. Presa fácil do diabo para transmitir mensagens mentirosas em nome de Deus.

2. Alguns dirigentes de cultos estão esquecidos da recomendação de Paulo

Cada um tem Salmos, tem hinos espirituais para o Senhor. Mas em detrimento deste princípio, muitos comprometem o culto todo com cantorias, grupos, conjuntos locais e de fora. O dirigente fica aturdido, sem noção para administrar o tempo,  não sobra lugar para o Espírito Santo. Pessoas indisciplinadas com som alto e de má qualidade predominam deixando patente a exploração do lado místico e indisciplinado do povo. Onde a atenção do povo é atraída pela gritaria, pelas cantorias normalmente são de dupla conotação - imprópria para recém-nascidos e idosos. Na Igreja Primitiva tudo contribuia para a alegria de todos.

3. Não era assim na Igreja Primitiva; a graça não era substituída pelo intelecto

 
Hoje a oportunidade é para os que melhor se destacam, melhor aparência, renome, vendedores, mercantilistas que no meio evangélico são chamados de artistas, onde os cultos se assim pode chamar, são denominados de show! Show com o ex-bruxo, ex-homossexual, ex- prostituta, ex-diabo loiro, ex-demônio do morro. Showzaço, showzão, show da fé, cultaço, cultão, louvorzão. Exibição de dançarinas,  pregação equivocada, em evidência: obra de macumbaria, feitiço, sapo com a boca costurada, olho grande, olho gordo, obra de bruxaria - linguajar que nunca fez parte do vocábulo de quem cultua a Deus. Mas atualmente, além de dar Ibope, vale dinheiro. Na Igreja Primitiva, o que predominava era a graça.

4. Onde está hoje a liberdade que transforma um culto num encontro inesquecível com Deus?


Normalmente o culto se torna um encontro inesquecível, devido ao mau uso do som, dos instrumentos, da monotonia, das mensagens terroristas, e das mensagens como se vê, igual a uma espada: comprida e chata, sem pé e sem cabeça.

5. Ninguém podia prever o que poderia acontecer no culto primitivo, somente o Espírito Santo sabia
 
Mas ou menos igual aconteceu na nossa Igreja em Pinheiral, onde trabalha o pastor Ronaldo, sábado passado, o que prevaleceu foi a programação do Espírito Santo. Onde o povo se refugiou à sombra da cruz.

6. Principalmente nas cidades comerciais servidas por portos marítimos
 
Livres – escravos – Judeus – poucos nobres – formavam uma massa heterogenia que a graça alcançara. Ali cada um com o seu costume, cada um com o seu uso, cada um com sua cultura, exaltavam a Jesus sem serem questionados por pontos de vistas radicais de ninguém.

7. A Igreja não tinha um imperador; todos membros os participavam
 
A participação é de Deus, que coloca Seus ministros (Ef 4:11) e esses ministram enquanto permanecerem nos moldes bíblicos, serão como labaredas de fogo.

8. Diante das profecias e cânticos os pecadores ficavam assombrados, com os seus próprios pecados

 
Jônatas Edward, Pecadores nas Mãos de um Deus Irado: Dt 32:35 Inglaterra, 1740 Enfield – Gerônimo Savanarola – Charles finney: pregou sobre Abraão e Ló – ...Tem alguém mais, disse, se há ainda alguém retire-se depressa porque Deus vai destruir este lugar.

9. O que predomina hoje é a doença de mandar e governar 

Todos querem possuir autoridade, quando a necessidade maior é possuir Deus Ef 4:11, deixaram de lado! Por incrível que pareça, a doença de querer mandar excessivamente começa no próprio líder, quando este se envolve com os negócios desta vida, de modo, a não conseguir conciliar as coisas e com isto alguns  acabam deixando de orar, de consagrar suas vidas, de manter aquela comunhão boa com a Igreja e com Deus, sem tempo para visitar os enfermos e assistir aos necessitados, e com isto acabam ficam  neuróticos, incomplascentes, sem nenhum motivo para atender o povo de Deus.

10. Cristianismo não é mera religião -  cristianismo é a denominação se dá a doutrinha pura e santa estabelecida neste mundo pelo próprio Senhor.

A doutrina estabelecida por Jesus, não é simplesmente um modo a mais de viver, não é um mero seguimente social, neste mundo comrrompido. Mas é o poder de Deus revelado a todos os que o aceitarem sem restrições.

Volta Redonda – Rio de Janeiro
Pastor Jorge Albertacci 
 
Voltar para o conteúdo | Voltar para o Menu principal