Jejum – Oração – Consagração - Estudos Bíblicos

Buscar
Ir para o conteúdo

Menu principal:

Jejum – Oração – Consagração

Teologia do Obreiro
______________________


INTRODUÇÃO

Do título supracitado, depende nossa comunhão com Deus. Depende a respostas às nossas orações. Depende, o nosso contato com o nosso bondoso Pai celestial, conforme consta na Carta aos Hebreus 10:19-25. Outras referências sobre a necessidade de mantermos uma vida de perfeita comunhão com Deus: Mt 17:21; Mt 21:13; Mt 21:22; Mc 9:29; Lc 1:13;  Lc 22:45;  At 1:14;  At 3:1; At 6:4.
 
JEJUM
 
Prática de não se alimentar por certo tempo (1Rs 21.9). Como prática religiosa, é voluntário, exige pureza de vida (Is 58:3-7) e exclui a exibição (Mt 6:16-18). Em ocasiões especiais a Igreja, seguindo o costume judaico, era convocada para jejuar (At 13:2-3; 14:23).
 
A prática do jejum deve ser por um motivo específico, podendo ser feito de forma pessoal, entre familiares, pelos membros da Congregação, bem como por toda Igreja. É muito importante observar o que recomenda o Senhor em Mt 6:16-18: Antes de começar o jejum para que a prática não perca o sentido – outro cuidado se deve ter com os sacrifícios excessivos – sendo proposto, mas com voluntariedade, até mesmo para que não vilipendie o sacrifício vicário de Jesus, no Calvário.
 
Os membros do meio que não quiserem participar, não devem ser criticado por nenhum outro, porque somente ele e Deus sabe seu estado de saúde. O membro que não aceitar praticar o jejum junto com os demais membros da comunidade em nada sua santidade é menor do que a do outro que jejua muito.
 
ORAÇÃO
 
Uma aproximação da pessoa a Deus por meio de palavras ou do pensamento, em particular ou em público. Oração é o meio pelo qual o crente comunica com o Pai. Inclui confissão (Sl 51), adoração (Sl 95:6-9; Ap 11:17), comunhão (Sl 103:1-8), gratidão (1Tm 2:1), petição pessoal (2Co 12:8) e intercessão pelos outros (Rm 10:1).
 
Para ser atendida, a oração requer purificação (Sl 66:18), fé (Hb 11:6), vida em união com Cristo (Jo 15:7), submissão à vontade de Deus (1Jo 5:14-15; Mc 14:32-36), direção do Espírito Santo (Jd 1:20), espírito de perdão (Mt 612) e relacionamento correto com as pessoas (1Pe 3:7).  
 
Quando notarmos que nossa fé não está concentrando facilmente na oração, devemos procurar ficar SEPARADOS COM DEUS, em um lugar e em pé, deitado, ajoelhado ou sentado, não importa como, e contar para Ele, não podendo ser em palavras, faz-se em pensamento – manifeste-se a Ele. Diga a Ele: Pai, preciso concentrar-me somente no Senhor! Me ajude Pai!
 
CONSAGRAR – CONSAGRAÇÃO
 
1) - Ato por meio do qual se dedica uma pessoa ou uma coisa ao serviço de Deus (Êx 29:1-37; Lv 8; Ez 44:29).
 
2) - Dedicar-se ao serviço de Deus (2Cr 29:31).
 
3) - Dedicar-se  (ARA At 6:4). V. SANTIFICAR.
 
CONCLUSÃO
 
Como obreiro ou simplesmente membro do Corpo de Cristo, é dever de cada um manter-se em consagração a Deus e à Sua Igreja. O crente pode e deve orar, jejuar, pregar, profetizar e consagrar, mas se ele não se manter com a vida inteiramente e radicalmente consagrada ao Senhor, de nada adianta quaisquer das outras práticas. Voltemo-nos para Jesus hoje mesmo! Acheguemo-nos a Ele como servos abnegados, que Ele não nos deixará sem resposta! Glória ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo! Amém!
 
______________________


Jorge Albertacci
Pastor Emérito da Assembleia de Deus em Volta Redonda
Rua Engenheiro Joaquim Cardozo, 448 - Retiro
Volta Redonda - Rio de Janeiro
 
 
 
Voltar para o conteúdo | Voltar para o Menu principal