O Servo e Seu Reino - Estudos Bíblicos

Buscar
Ir para o conteúdo

Menu principal:

O Servo e Seu Reino

Escatologia Bíblica
TEXTO

(Isaías 52:13-15)
 
“Eis que o meu Servo operará com prudência; será engrandecido, e elevado, e mui sublime.  Como pasmaram muitos à vista dele, pois a sua aparência estava tão desfigurada, mais do que o de outro qualquer, e a sua figura, mais do que a dos outros filhos dos homens.  Assim, borrifará muitas nações, e os reis fecharão a boca por causa dele, porque aquilo que não lhes foi anunciado verão, e aquilo que eles não ouviram entenderão”
 
COMENTÁRIO
 
O Espírito Santo nos revela através de Isaías, a humilhação e a exaltação do Servo. Apresentada de forma bem detalhada em Isaías 52:1-12. Discorrendo de forma prática, Sua morte substitutiva, Seu tempo no seio da terra, Sua ressurreição, a salvação dos pecadores, bem como, a extensão de Sua intercessão pela humanidade e Seu reinado.
 
GOVERNO
 
Sem questionamento, quando o Servo exercer o Seu governo no Seu Reino, Ele receberá o reconhecimento de todas as nações do mundo pela efetividade e proficiência de Seu trabalho, como Rei dis reis e Senhor dos senhor (ref. Fp 2:9).
 
SOFRIMENTO
 
O Profeta previu as amarguras pelas quais o Servo haveria de passar. Como, crueldade as mais horríveis, ao ponto de não mais ter aparência de um ser humano. Sua aparência ficará tão desfigurada que o povo olhará com pavor (Is 53:2-3; Sl 22:6; Mt 26:67; 27;30; Jo 19:3).
 
Mesmo em Seu estado tão desfigurado, o Servo executará Sua tarefa sacerdotal de purificar não apenas Israel, mas, muitos de outras nações, tribos e línguas de todo mundo (Êx 29:21; Lv 4:6; 8:11; 14:7; Nm 8:7; 19:18-19; Hb 9:13).
 
SUA EXALTAÇÃO
 
Em Sua exaltação, os líderes, grandes e pequenos, ficarão atônitos, sem fala e perplexos, diante do Servo que outrora foi desprezado! (ref. Sl 2).  Quando Ele, o Servo, assumir o trono, todos hão de ver a manifestação do Seu poder e glória como jamais haviam ouvido falar.
 
Por fim, o apóstolo dos gentios, Paulo, aplica o princípio que está neste versículo à sua missão de pregar o evangelho de Cristo, o Servo, onde Ele ainda não é conhecido (Rm 15:21).
 
Mesmo sendo tão subestimado pelos homens, vale a pena pertencer o Reino de Deus. Todos os governos da terra não têm firmeza em nada, sendo ainda seus governos passageiros. Por este motivo, compensa procurar um meio para ser súdito do Reino Celestial que é eterno.

______________________________________________________________________________

Pr. Jorge Albertacci
Volta Redonda – Rio de Janeiro – 20/12-2013
Pastor Emérito da Assembleia de Deus do Retiro
Volta Redonda - Rio de Janeiro
 
 
Voltar para o conteúdo | Voltar para o Menu principal