Um Caminho Novo - Estudos Bíblicos

Buscar
Ir para o conteúdo

Menu principal:

Um Caminho Novo

Estudos Bíblicos II
_____________


Um Caminho Novo

(Hebreus 10:19-23; Isaías 35:8)

_____________
 

TEXTOS BÍBLICOS


“Tendo, pois, irmãos, ousadia para entrar no Santuário, pelo sangue de JESUS, pelo novo e vivo caminho que ele nos consagrou, pelo véu, isto é, pela sua carne, e tendo um grande sacerdote sobre a casa de DEUS, cheguemo-nos com verdadeiro coração, em inteira certeza de fé; tendo o coração purificado da má consciência e o corpo lavado com água limpa, retenhamos firmes a confissão da nossa esperança, porque fiel é o que prometeu”  -  "E ali haverá um alto caminho, um caminho que se chamará O Caminho Santo; o imundo não passará por ele, mas será para o povo de Deus; os caminhantes, até mesmo os loucos, não errarão."

 
COMENTÁRIO

 
O lugar, Santo dos Santos, no Templo, não podia ser visto devido a presença de uma cortina (Hb 10:20). Somente o Sumo Sacerdote é que podia entrar neste recinto sagrado, e o fazia apenas uma vez por ano, no Dia da Expiação, quando oferecia o sacrifício pelos pecados da nação.
 
O SACERDOTE REAL

 
(Hb 10:21). O rasgar da carne de Jesus como oferta pelo pecado não era o fim, porque Ele ressuscitou e ascendeu à destra do Pai, onde vive para sempre a interceder por todos nós, junto ao Pai (Hb 7:25). Temos um grande sacerdote sobre a casa de Deus. Este Sacerdote, não somente provê o Novo e Vivo Caminho, mas também, está próximo para nos acompanhar para dentro e ficar conosco como nossa Garantia. O Caminho é Vivo, porque o Criador do Caminho e Guia do Caminho está vivo. O autor já apresentou em Hb 4:14—7:28 o sacerdócio de Cristo e sua relação com a nossa redenção. As grandes verdades da fé cristã requerem ação. Ele se refere a elas como a base do privilégio e obrigação do verdadeiro adorador.
 
A morte de JESUS CRISTO no Gólgota, removeu a cortina, e assim, todos os crentes podem entrar na presença de DEUS a qualquer momento e em qualquer lugar. Temos privilégios significativos associados à nossa nova vida em CRISTO:
 
1) – Temos acesso pessoal a DEUS através de CRISTO, e podemos nos aproximar dele sem a necessidade de um sistema complicado;
 
2) – Podemos crescer na fé, superar as dúvidas e perguntas, e aprofundar o nosso relacionamento com DEUS;
 
3) – Podemos desfrutar do encorajamento mutuo com outros irmãos;
 
4) – Podemos adorar a DEUS juntos, mas, sem necessidade de abandonar a nossa Congregação. (Hb 10:25).

 
O CAMINHO REVELADO EM ISAÍAS
 
Em Isaías 35:8 a Bíblia nos revela a Estrada para a Santidade. Este é o versículo-chave desse capítulo. E ali haverá um alto caminho. Traduzido livremente do grego da Septuaginta, encontramos: “Haverá um caminho limpo e será chamado de caminho santo, e nele não passará coisa alguma impura, nem haverá um caminho impuro. Mas os dispersos deverão caminhar nele, e eles não serão enganados de forma alguma [isto indica que eles não serão induzidos ao erro]”. 

 
UM CAMINHO PURO APARECERÁ

 
O termo hebraico para caminho é maslul, indicando um caminho aterrado e uma estrada pública, que foi erguida e nivelada. Mas o grego do Antigo Testamento traz “um caminho puro” Referências a esse caminho aparecem em Isaías 11:6; 19:23; 40:3; 43:19; 49:11. Aqui há uma suposta prova da unidade da autoria do livro.

Um caminho: (no hb. são usadas duas palavras diferentes para “caminho” neste versículo; aqui, derek, uma vereda na qual caminhamos) toma o conceito enfático, com referência especial ao nosso caminhar e conduzir. Seu nome é O Caminho Santo (evderek hakadosh), porque é destinado somente para os membros da Igreja santificada de Deus marchando em direção à cidade de Celestial – a cidade de Deus — uma verdadeira via sacra (Ap 21:27). O imundo (contaminado) foi traduzido por Delitzsch: “nenhum homem impuro”. Os caminhantes podem representar os peregrinos viajantes.
 
Os loucos não errarão dificilmente quer dizer: “Mesmo pessoas simples não podem errar o caminho.” O hebraico parece indicar que nenhum pagão ímpio viajaria nessa estrada. Assim, Phillips traduz: “Nenhum embusteiro para desencaminhar”. Versão Berkeley diz: “Insensatos não perambularão nele”.

Desse caminho santo Naegelsbach escreveu: “O Senhor o construiu e o destinou para levar à sua casa. É um caminho de peregrinos. Assim, nada impuro, nem pessoas ou coisas impuras podem andar nele.  Essa é a estrada de Deus. Por esta razão, ela foi destinada para os redimidos e puros, não para os profanos, os contaminados ou os hipócritas. Ele também não foi construído para aqueles que vivem para o mundo e amam prazeres egoístas mais do que esse caminho que leva ao céu. Isaías apresenta aqui a verdadeira qualidade moral do povo de Deus.  Não é um mero caminho para o retorno dos exilados, mas uma estrada por onde os peregrinos de todas as nações viajarão para a montanha da casa do Senhor (2:1).
 
Isaías deixa três coisas muito claras: – 1) Este caminho é uma planície inconfundível; – 2) ele é perfeitamente seguro; e – 3) nos leva a um destino seguro.
 
“O Caminho Mais Elevado de Santidade” é o tema desse capítulo. Os peregrinos sobem nesse caminho por meio da “barreira de pedágio” chamada dedicação.
 
1) – Eles seguem pelo caminho com um senso seguro de direção, versículo 8c. – 2) Eles têm certeza da proteção contra a contaminação pelos impuros, versículo 8b, e de animas selvagens, versículo 9. – 3) Os viajantes nesse caminho santo são compelidos por uma convicção de missão, versículos 1,5-7. – 4) Eles alcançarão seu destino de forma triunfante, versículo 10 (G. B. Williamson).

 
CONCLUSÃO

 
Mesmo diante de todo esse cuidado da parte de Deus para com os Seus filhos – muitos trilham por veredas escusas. É interessante notar que em Mateus 11:28-30, Jesus aparece convidando a todos para ir a Ele. Em Marcos 16:15-18 e Lucas 10, Ele aparece enviando todos para o trabalho. Ainda em Lucas 24:49, Ele aparece recomendando para que todos ficassem em Jerusalém até que do alto fossem revestidos do Seu poder – mas, um contrassenso aparece em Apocalipse 3:20, quando Ele aparece apelando:  “Eis que estou à porta e bato; se alguém ouvir a minha voz e abrir a porta, entrarei em sua casa e com ele cearei, e ele, comigo.”  Os crentes têm uma facilidade enorme para esquecer de Deus. Passa a só lembrarem dele nas horas de grandes apertos.  Entremos, meus amados, pelo Caminho dos Santos. Entremos pela porta que nos abriu, reconciliando-nos com Deus.
 
Que o Santo Amor de Deus Pai, a Graça Salvadora de Cristo Jesus e a sublime e doce Comunhão do Espírito Santos, encontre guarida em nossos corações! Amém!


_____________



NOTAS BIBLIOGRÁFICAS

Comentário Bíblico Beacon - Vol. 4 - Pags. 111/112 - CPAD
 
 
Jorge Albertacci
Pastor Emérito da Catedral das Assembleia de Deus do Retiro
Volta Redonda – Rio de Janeiro

 
 
Voltar para o conteúdo | Voltar para o Menu principal