A Santa Ceia e o Evangelismo de Crescimento - Estudos Bíblicos

Buscar
Ir para o conteúdo

Menu principal:

A Santa Ceia e o Evangelismo de Crescimento

Esboço III
A Santa Ceia e o Evangelsimo de Crescimento
 
Pr. Jorge Albertacci - 16/02/93
 
Atos 2:33-47
 
Leitura Bíblica Introdutória
 
“De sorte que, exaltado pela destra de Deus e tendo recebido do Pai a promessa do Espírito Santo, derramou isto que vós agora vedes e ouvis. Porque Davi não subiu aos céus, mas ele próprio diz: Disse o Senhor ao meu Senhor: Assenta-te à minha direita,  até que ponha os teus inimigos por escabelo de teus pés.  Saiba, pois, com certeza, toda a casa de Israel que a esse Jesus, a quem vós crucificastes, Deus o fez Senhor e Cristo. Ouvindo eles isto, compungiram-se em seu coração e perguntaram a Pedro e aos demais apóstolos: Que faremos, varões irmãos?  E disse-lhes Pedro: Arrependei-vos, e cada um de vós seja batizado em nome de Jesus Cristo para perdão dos pecados, e recebereis o dom do Espírito Santo.  Porque a promessa vos diz respeito a vós, a vossos filhos e a todos os que estão longe: a tantos quantos Deus, nosso Senhor, chamar. E com muitas outras palavras isto testificava e os exortava, dizendo: Salvai-vos desta geração perversa.  De sorte que foram batizados os que de bom grado receberam a sua palavra; e, naquele dia, agregaram-se quase três mil almas.  E perseveravam na doutrina dos apóstolos, e na comunhão, e no partir do pão, e nas orações.  Em cada alma havia temor, e muitas maravilhas e sinais se faziam pelos apóstolos. Todos os que criam estavam juntos e tinham tudo em comum.  Vendiam suas propriedades e fazendas e repartiam com todos, segundo cada um tinha necessidade. E, perseverando unânimes todos os dias no templo e partindo o pão em casa, comiam juntos com alegria e singeleza de coração,  louvando a Deus e caindo na graça de todo o povo. E todos os dias acrescentava o Senhor à igreja aqueles que se haviam de salvar.”
 
ESBOÇO
 ___________________________________________________________________________________________


01. A Igreja Primitiva pregava o derramamento do Espirito Santo – vv33, 38-39.
 
02. A Igreja Primitiva pregava Cristo o Crucificado - vv34-36.
 
03. A Igreja Primitiva pregava e convencia os pecadores - vv37-41 – At 5:14.
 
04. A Igreja Primitiva pregava com autoridade - vv38, 40.
 
05. A Igreja Primitiva mantinha comunhão permanente - vv42, 46 – At 20:7.
 
06. A Igreja Primitiva orava por um evangelismo dinâmico - At 4:29-30.
 
07. A Igreja Primitiva pregava cura divina - At 5:15-16.
 
08. Na Igreja Primitiva os crentes eram abençoados - At 4:34.
 
09. Na Igreja Primitiva os crentes mentirosos eram decepcionados publicamente - At 5:5, 10.
 
10. Na Igreja Primitiva os crentes caiam na graça de todo povo – v47.
 
11. Na Igreja Primitiva a vida dos crentes promovia a conversão de novos irmãos – v47.


CONCLUSÃO
 ___________________________________________________________________________________________

 
Reunidos em torno da mesa do Senhor, nós nos tornamos uma família em Cristo e Ele como bom Pai no nosso meio nos assistindo. Quando nós nos isolamos, ficamos impedidos de ouvir a doce promessa: E eis que eu estou convosco todos os dias, até à consumação dos séculos. Amém! Esta promessa Ele fez quando comissionou os Seus discípulos para a evangelização de todas as nações do mundo, batizando-as em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo! Mateus 28:19-20.
 
 ___________________________________________________________________________________________


Estudo para a Ceia do Senhor de 16/02/93
 
Pr. Jorge Albertacci
Assembleia de Deus do Retiro
Volta Redonda – Rio de Janeiro
E-mail.: prjorgealbertacci@yahoo.com.br
 
Voltar para o conteúdo | Voltar para o Menu principal