Como Receber o Batismo no Espírito Santo - Estudos Bíblicos

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur ad elit.
Morbi tincidunt libero ac ante accumsan.
Estudos Bíblicos
Pr. Jorge Albertacci
Levantai os vossos olhos para as terras que já estão brancas para a colheita. (João 4:35)
Ir para o conteúdo

Como Receber o Batismo no Espírito Santo

ESBOÇOS > Esboço II
 
Como Receber o Batismo no Espírito Santo

(Isaías 44:3; Joel 2:28-29; Mateus 3:11; Lucas 24:49; Atos 1:5; Atos 2:1-4)

INTRODUÇÃO
O Batismo no Espírito Santo é uma promessa da parte de Deus que foi anunciada através do Profeta Joel. Precedida de um tempo em que o povo de Deus, Israel, padecia terrivelmente em face às pragas na lavoura, a seca e a guerra destruidora. Nesse tempo, Joel conclamou o povo a voltar-se para Deus com apelos veementes, entre esses apelos, Joel disse:  “Quem sabe se se voltará, e se arrependerá, e deixará após si uma bênção, em oferta de manjar e libação para o SENHOR, vosso Deus?” (Joel 2:14).

Deus Pai, tinha em vista, àquela que já fazia parte dos Seus projetos mesmo ainda antes da fundação do mundo (Efésios 1:4). A terra ressequida com seus habitantes extremamente sofridos, seria a seu tempo, inundada pelas águas do Rio que alegra a Cidade de Deus (Salmos 46:4) sobre as quais falou Jesus em João 7:37-39. Tendo seu real cumprimento registrado em Atos 2:1-4, 39.
ESBOÇO
É CONCEDIDO A TODOS OS QUE CRÊEM NA PROMESSA DE DEUS
“Há de ser que depois derramarei do meu Espírito sobre toda a carne, e vossos e vossas filhas profetizarão os vossos velhos terão sonhos, os vossos jovens terão visões. E também sobre os servos e sobre as servas, naqueles dias, derramarei do meu Espírito” (Joel 2:28-29).

Mediante o cumprimento desta promessa, Pedro, empolgado e impulsionado pelo Santo Espírito do Senhor, enfatizou em Atos 2:14-19:  “Pedro, porém, pondo-se em pé com os onze, levantou a voz e disse-lhes: Varões judeus e todos os que habitais em Jerusalém, seja-vos isto notório, e escutai as minhas palavras. Estes homens não estão embriagados, como vós pensais, sendo esta a terceira hora do dia.  Mas isto é o que foi dito pelo profeta Joel:  E nos últimos dias acontecerá, diz Deus, que do meu Espírito derramarei sobre toda a carne; e os vossos filhos e as vossas filhas profetizarão, os vossos jovens terão visões, e os vossos velhos sonharão sonhos;  e também do meu Espírito derramarei sobre os meus servos e minhas servas, naqueles dias, e profetizarão; e farei aparecer prodígios em cima no céu e sinais em baixo na terra: sangue, fogo e vapor de fumaça.”

O cumprimento desta profecia além de acender no coração de cada servo do Senhor a chama da evangelização, da obra missionária, a chama da inspiração para os pregadores, a chama do fiel testemunho de que Jesus Cristo é o Senhor, ainda explicitou de forma contundente a harmonia e a fidelidade em todo o teor da Bíblia Sagrada.
É CONCEDIDO AOS QUE OBEDECEM A JESUS
“E eis que sobre vós envio a promessa de meu Pai, ficai porém na cidade de Jerusalém até que do alto sejais revestidos de poder” (Lucas 24:49). E nós somos testemunhas destas palavras e também o Espírito Santo que Deus deu aos que lhe obedecem”   (Atos 5:32).

A obediência à ordem divina contribuiu para que eles ficassem Juntos! Juntos em Jerusalém, juntos no Cenáculo, juntos em oração - juntos, em um só pensamento, juntos em uma só fé, juntos esperando a promessa, juntos em obediência, juntos sob a unidade do Espírito. Juntos com toda  humildade e mansidão, juntos, com longanimidade, juntos, suportando uns aos outros em amor! Juntos, sem diferença, sem contenda, sem discussão – sem o maldito complexo de superioridade sobre os outros (Efésios 4:1-8). Desta forma, eles estavam todos vazios de si mesmos e prontos para serem cheios do Espírito Santo, o que não demorou para que acontecesse no Dia de Pentecostes!

É CONCEDIDO AOS QUE ACEITAM O CONVITE DE JESUS
“E, no último dia, o grande dia da festa, Jesus pôs-se em pé e clamou, dizendo: Se alguém tem sede, que venha a mim e beba. Quem crê em mim, como diz a Escritura, rios de água viva correrão do seu ventre.  E isso disse ele do Espírito, que haviam de receber os que nele cressem; porque o Espírito Santo ainda não fora dado, por ainda Jesus não ter sido glorificado.  Então, muitos da multidão, ouvindo essa palavra, diziam: Verdadeiramente, este é o Profeta” (João 7:37-39).
Entendemos no texto acima que o Batismo no Espírito Santo é para os que creem na promessa. É para os que têm sede das coisas de Deus. É para os que têm sede de anunciar as Boas Novas do Evangelho. É para os que estiverem dispostos em abnegar-se integralmente ao Senhor Jesus.

É CONCEDIDO AOS QUE BUSCAM ORANDO
“Estendo para ti as minhas mãos, a minha alma tem sede de ti como a terra sedenta” (Salmo 143:6).
Diferente do que muitos pensam, o Batismo no Espírito Santo não tem nada a ver com alguma coisa para completar a salvação do nosso Deus. A salvação em si, já veio a  nós completa, e nem tão pouco, um procedimento iniciático para nada. Mas, é para os que tenham sido salvos por Jesus, que no Calvário realizou de forma cabal a obra redentora para todos quantos o aceitarem como Salvador e Senhor de suas vidas.

Da mesma forma em que os discípulos esperaram em Jerusalém até que sobre eles se cumprisse a promessa do Pai. É bom observar que havia muitos outros crentes nesse tempo em Jerusalém – cerca de 500, mas, somente aproximadamente 120 que foram cheios do Espírito do Senhor. Nem sempre todos comungam a mesma ideia de permaneceram fiéis no mesmo propósito.

É CONCEDIDO AOS QUE PEDEM COM FÉ E PERSISTÊNCIA
“Pois se vós sendo maus sabeis dar boas dádivas aos vossos filhos, quanto mais dará o Pai celestial o Espírito Santo aos que lhe pedirem”  (Lucas 11:13).
O crente só recebe o Batismo no Espírito Santo mediante uma vida de constante oração e consagração a Deus. Esta promessa não tem a finalidade de completar salvação de ninguém, não tem a finalidade de conceder galardão, não é privilégio de ninguém, a não ser para os que incessantemente buscam a Deus em oração. O Batismo no Espírito Santo não vem a toque de caixa, como fazem os pregadores profissionais que insistem para que alguém fale em línguas estranhas, promovendo o maior barulhão, afim de que seu ministério seja exteriormente coroado de êxito para os incautos. Não! A Bíblia não nos ensina assim. Nela aprendemos que o Batismo pode até promover barulho, mas, nunca o contrário.

O Batismo acontece segundo a personalidade do Espírito, segundo o caráter de Jesus: com decência, ordem, choro, amor, animação, alegria, capacitação para o ministério, coragem para resistir ao diabo, coragem para que se dedique a vida, sem reservas, à obra de Deus. Disposição para falar da salvação do Senhor a qualquer pessoa e em qualquer lugar. Destemido, assim como o apóstolo Pedro no Dia de Pentecostes (Atos 2:22-47).

É CONCEDIDO AOS QUE BUSCAM EXAMINANDO A PALABRA DE DEUS
Com a banalização às coisas sagradas nos dias atuais (Junho de 2016), muitos crentes aprendem a imitar pregadores sensacionalistas, triunfalistas, profissionais, sem o menor senso de responsabilidade com a Palavra de Deus. A ministrarem atos, sobre os quais não têm nenhuma experiência. Aprendem a pregar, sem inspiração do Espírito Santo, aprendem a profetizar, sem conhecer a Palavra de Senhor, aprendem a cantar, sem entender a necessidade de separar o santo do profano. Pior, aprendem a falar em línguas estranhas sem serem Batizados no Espírito Santo. Aprendem a considerar que foram batizados sem a evidência das línguas.
OUTRAS REFERÊNCIAS
"Porque derramarei água sobre o sedento e rios, sobre a terra seca; derramarei o meu Espírito sobre a tua posteridade e a minha bênção, sobre os teus descendentes" (Is 44:3).
“E eu, em verdade, vos batizo com água, para o arrependimento; mas aquele que vem após mim é mais poderoso do que eu; não sou digno de levar as suas sandálias; ele vos batizará com o Espírito Santo e com fogo” (Mateus 3:11).

“E eles lhe disseram: Podemos. Jesus, porém, disse-lhes: Em verdade vós bebereis o cálice que eu beber e sereis batizados com o batismo com que eu sou batizado”  (Marcos 10:39).
Após Sua ressurreição, Jesus reafirma: "E eis que sobre vós envio a promessa de meu Pai; ficai, porém, na cidade de Jerusalém, até que do alto sejais revestidos de poder" (Lucas 24:49).
"E eu rogarei ao Pai, e ele vos dará outro Consolador, para que fique convosco para sempre, o Espírito da verdade, que o mundo não pode receber, porque não o vê, nem o conhece; mas vós o conheceis, porque habita convosco e estará em vós" ­ (Jo 14:16-17).
"Mas recebereis a virtude do Espírito Santo, que há de vir sobre vós; e ser-me-eis testemunhas tanto em Jerusalém como em toda a Judéia e Samaria e até aos confins da terra" (Atos 1:8).

“Porque, na verdade, João batizou com água, mas vós sereis batizados com o Espírito Santo, não muito depois destes dias” (Atos 1:5).

"E sucedeu que, enquanto Apolo estava em Corinto, Paulo, tendo passado por todas as regiões superiores, chegou a Éfeso e, achando ali alguns discípulos, disse-lhes: Recebestes vós já o Espírito Santo quando crestes? E eles disseram-lhe: Nós nem ainda ouvimos que haja Espírito Santo. Perguntou-lhes, então: Em que sois batizados, então? E eles disseram: No batismo de João. Mas Paulo disse: Certamente João batizou com o batismo do arrependimento, dizendo ao povo que cresse no que após ele havia de vir, isto é, em Jesus Cristo. E os que ouviram foram batizados em nome do Senhor Jesus. E, impondo-lhes Paulo as mãos, veio sobre eles o Espírito Santo; e falavam línguas e profetizavam.”

“E lembrei-me do dito do Senhor, quando disse: João certamente batizou com água, mas vós sereis batizados com o Espírito Santo” – (Atos 11:16).
Na casa de Cornélio: "E, dizendo Pedro ainda estas palavras, caiu o Espírito Santo sobre todos os que ouviam a palavra. E os fiéis que eram da circuncisão, todos quantos tinham vindo com Pedro, maravilharam-se de que o dom do Espírito Santo se derramasse também sobre os gentios. Porque os ouviam falar em línguas e magnificar a Deus. Respondeu, então, Pedro: Pode alguém, porventura, recusar a água, para que não sejam batizados estes que também receberam, como nós, o Espírito Santo? E mandou que fossem batizados em nome do Senhor. Então, rogaram-lhe que ficasse com eles por alguns dias" ­ (Atos 10:44-48).
Mediante a pregação de Pedro, o Espírito Santo realizou o ministério da regeneração na vida deles e no mesmo momento foram batizados no Espírito Santo, com a evidência de falar em línguas estranhas.

Fato semelhante aconteceu na passagem do Apóstolo Paulo em Éfeso: Ali havia alguns crentes que nem sequer sabiam que havia Espírito Santo, veja o que nos diz a Palavra de Deus em (Atos 19:1-6):  "E sucedeu que, enquanto Apolo estava em Corinto, Paulo, tendo passado por todas as regiões superiores, chegou a Éfeso e, achando ali alguns discípulos, disse-lhes: Recebestes vós já o Espírito Santo quando crestes? E eles disseram-lhe: Nós nem ainda ouvimos que haja Espírito Santo. Perguntou-lhes, então: Em que sois batizados, então? E eles disseram: No batismo de João. Mas Paulo disse: Certamente João batizou com o batismo do arrependimento, dizendo ao povo que cresse no que após ele havia de vir, isto é, em  Jesus Cristo. E os que ouviram foram batizados em nome do Senhor Jesus. E, impondo-lhes Paulo as mãos, veio sobre eles o Espírito Santo; e falavam línguas e profetizavam".

CONCLUSÃO
O Batismo no Espírito Santo com a evidência de falar em línguas estranhas, é concedido aos salvos que preservam seus lábios puros. Observando a rigor a recomendação de Paulo em  1 Coríntios 15:33:  “Não vos enganeis: as más conversações corrompem os bons costumes.”  Tendo de igual modo, os olhos ungidos com o colírio do Senhor e as vestes alvejadas no sangue de Jesus: Apocalipse 3:18  “Aconselho-te que de mim compres ouro provado no fogo, para que te enriqueças, e vestes brancas, para que te vistas, e não apareça a vergonha da tua nudez; e que unjas os olhos com colírio, para que vejas.”
Porque esta é a vontade de Deus, a vossa santificação: que vos abstenhais da prostituição,  que cada um de vós saiba possuir o seu vaso em santificação e honra,  não na paixão de concupiscência, como os gentios, que não conhecem a Deus. 1 Tessalonicenses 4:3-5.


Jorge Albertacci
Pastor Emérito da Igreja Evangélica Assembleia de Deus do Retiro
Rua Engenheiro Joaquim Cardozo, 448 - Retiro - Volta Redonda
Rio de Janeiro
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Voltar para o conteúdo