A Condução do Culto Divino II - Estudos Bíblicos

Buscar
Ir para o conteúdo

Menu principal:

A Condução do Culto Divino II

Teologia do Obreiro II
_________

A Condução do Culto Divino II
1Coríntios 11-7-19
Aplicado na
Reunião de Obriros em 1999
 
01. - O CULTO DIVINO COMEÇA SEMPRE COM UMA  FERVOROSA ORAÇÃO AO SENHOR:
Ninguém do lado de fora da Igreja – conversando – andando – tratando de negócio – as crianças assistidas primeiro pelos pais – em seguida pelos Diáconos, Diaconisas, e Auxiliares de forma carinhosa – Instrumentos que até então não haviam sido afinado ficarão em seu keizer – de igual modo os equipamentos – microfones – amplificadores – e outros não serão equilibrados depois que há irmãos aguardando o início.
 
02. - HINOS DA HARPA CRISTÃ:
Todos juntos, cantando - hinos congregacionais, todos com suas Harpas na mão, sabendo ler ou não - na hora dos Hinos da Harpa não há oração - conversa - leitura da Bíblia - todos cantando ao Senhor de forma harmoniosa e alentadora. O genuíno louvor é como o rociar da madrugada sobre a vegetação mirrada após um dia de sol causticante - (2Rs 3:15-1 Sm 16:23).
 
03. - NO CULTO HÁ LETURA BÍBLIA INTRODUTÓRIA:
De preferência de forma responsiva e com a mesma versão – melhor ainda se for a versão adotada pela CPAD nas Lições Bíblicas da Escola Dominical. Por que assim a interpletação fica mais fácil.
 
04. - NO CULTO DIVINO OS CRENTES:
Testemunham do Senhor mesmo não sabendo ler nem escrever - os testemunhos são verdadeiros - e limitados ao essencial - a Igreja glorifica com alegria pelas bênçãos dos irmãos - (1Co 14:23 - Ef 5:19 - Cl 3:16).
 
05. - NO CULTO DIVINO AS CRIANÇAS TEM PARTICIPAÇÃO ATIVA:
As crianças não devem ser retiradas para um lugar de passa-tempo enquanto os pais cultuam - as crianças devem participar do culto também (Mt 21:16 - Joel 2:16).  E disseram-lhe: Ouves o que estes dizem? E Jesus lhes disse: Sim; nunca lestes: Pela boca dos meninos e das criancinhas de peito tiraste o perfeito louvor?  Congregai o povo, santificai a congregação, ajuntai os anciãos, congregai as crianças, e os que mamam; saia o noivo da sua recâmara, e a noiva do seu aposento.
 
06. - NO CULTO DIVINO HÁ CONTRIBUIÇÕES FINANCEIRAS:
Davi resolveu pagar por tudo. Vemos aqui o encontro de duas almas generosas. Araúna está muito disposto a dar; mas Davi está determinado a comprar, e por uma boa razão: ele não oferecerá a Deus o que não lhe custou coisa alguma. Ele não se aproveitaria da generosidade de um jebuseu piedoso. Ele lhe agradeceu, sem dúvida, pela sua generosa oferta, mas pagou a ele cinquenta siclos de prata pela eira e os bois para esse holocausto, e mais tarde 600 siclos de ouro pelo terreno onde seria construído o templo. Observe: Não conhecem o significado da verdadeira religião aqueles cujo cuidado principal é tornar as coisas fáceis e baratas para si próprios, e que mais se agradam com aquilo que lhes custa menos esforço ou dinheiro. Para que servem os nossos recursos se não para honrar a Deus? (2Sm 24:24).  O rei Davi, porém, respondeu a Araúna: "Não! Faço questão de pagar o preço justo. Não darei ao Senhor aquilo que pertence a você, nem oferecerei um holocausto que não me custe nada." (2Cr 21:24).
 
07. - O HINO PARA AS OFERTAS DEVE SER SEMPRE DA HARPA E NUNCA UM SOLO:
Deve ser um cântico Congregacional - para não saturar os demais. Os cultuantes a Deus não são meros espectadores, mas, participantes ativos
 
08. - NO CULTO DIVINO HAVENDO CRIANÇA PARA SER APRESENTADA:
Ministrar sempre antes do hino para as ofertas - antes da pregação - entre 19h50 e 20h10. Essse sempre foi um momento propício para em poucas palavras alegrar os corações dos familiares que comparecerem ao evento.
 
09. - NO CULTO DIVINO A PREVALÊNCIA É DA PREGAÇÃO ÀS 20h30 PARA OS CULTOS NORMAIS E ÀS 20h00 PARA PREGADORES CONVIDADOS:
Pedro, porém, pondo-se em pé com os onze, levantou a voz e disse-lhes: Varões judeus e todos os que habitais em Jerusalém, seja-vos isto notório, e escutai as minhas palavras.  E, estando um certo jovem, por nome Êutico, assentado numa janela, caiu do terceiro andar, tomado de um sono profundo que lhe sobreveio durante o extenso discurso de Paulo; e foi levantado morto.” (At 2:14; 20:9).
 
A partir da década de 1990 tem havido uma discrepância na liturgia do culto e a Palavra de Deus tem sido preterida em muitas Igrejas. Não tem sobrado mais tempo para a pregação. Na preciosíssima hora da pregação, o auditório já está extremamente saturado de tantas músicas, umas, sem pé e sem cabeça – apresentação de peças teatrais, com personagens as mais esquisitas, inspiradas em quesitos mundanos. A hora da pregação tem sido o momento do povo sair para tomar água, ir ao toalhete e refrescar um pouco a cabeça, na maioria das vezes atordoadas de tanto barulho, de som mal regulado, de instrumentos com sons dissonântes. Percursão desincronizada sem nenhum preparo para a simultaneidade, ou seja, excessivamente estressante.

10. - NO CULTO DIVINO HÁ PROFECIA, LÍNGUAS E INTERPLETAÇÃO, TUDO EM CONFORMIDADE COM: 
Porventura saiu dentre vós a palavra de Deus? Ou veio ela somente para vós? Se alguém cuida ser profeta, ou espiritual, reconheça que as coisas que vos escrevo são mandamentos do Senhor. Mas, se alguém ignora isto, que ignore. Portanto, irmãos, procurai, com zelo, profetizar, e não proibais falar línguas.  Mas faça-se tudo decentemente e com ordem.  E os espíritos dos profetas estão sujeitos aos profetas.  Porque Deus não é Deus de confusão, senão de paz, como em todas as igrejas dos santos. (1Co 14:32-33, 40).
 
11. - NO CULTO DIVINO HÁ ALARIDO DE UM REI QUE É JESUS:
Na hora do alarido tudo converge para a glorificação. Eles tinham a presença de Deus com eles: “O Senhor, seu Deus, é com ele e nele” de uma maneira especial, e não pode ser levado a afastar-se deles. Eles tinham a alegria da sua presença, e eram sempre levados a triunfar com ela: “Entre eles se ouve o alarido de um rei.” Eles gritam contra seus inimigos, como certos da vitória e do sucesso, dando continuamente glória a Deus seu Rei e conquistador por eles. Eles tinham tido a experiência do benefício da presença de Deus com eles, e o seu poder engajado por eles: Pois “Deus os tirou do Egito.” Maldição nenhuma recairia sobre eles! (Nm 23:21).
 
12. - NO CULTO DIVINO HÁ ENCERRAMENTO AS 21H00 HORAS:
Com apelos específicos, para não convertidos - para desviados - para reconciliação e oração para cura e libertação de enfermos e problemáticos.
 
13. - NO CULTO DIVINO NÃO HÁ AVISOS VERBAL:
Os avisos constam no quadro e nunca feito verbalmente  no fim do culto para não acabar com tudo que que até então tenha sido feito - na hora do povo essa é a hora em que o povo quer ir embora alegre.
 
CONCLUSÃO
 
O culto que a Igreja presta a Deus deve ter um encerramento solene. Sem tanger de intrumentos e uso de aparalheros altissonantes. Esse é o momento em que os irmãos, as irmãs, idosos, jovens e crianças se confraternizam, se cumprimentam afetuosamente. Interagem sobre diversos assuntos interessantes, enquanto o pastor atende aos que com ele pretendiam falar. Enquanto outro se aproxima do pastor pedindo sua união com a Igreja – às vezes com esposa e filhos juntos. Apesar de ser o final, mas, o encerramento é também parte importante do culto que prestamos ao Senhor.  Depois de um culto alegre, e uma iteração boa entre os irmãos, todos vão para suas casas lembrando dos hinos, dos testemunhos, e da mensagem pregada. Assim, todos saem da Igreja ansiosos para participarem do próximo culto. Em casa, pais e filhos conversam sobre o culto, mas somente assuntos relevantes. Por que todos foram edificados com a presença de Deus!

_________

BIBLIOGRAFIA
Matthew Henry Comentário Bíblico
Casa Publicadora das Assembleias de Deus
CPAD 

Jorge Albertacci
Pastor Emérito da Assembleia de Deus
Retiro
Volta Redonda - RJ
E-mail: prjorgealbertacci@yahoo.com.br
 
 
 
Voltar para o conteúdo | Voltar para o Menu principal