Os Malefícios da Concupiscência da Carne - Estudos Bíblicos

Buscar
Ir para o conteúdo

Menu principal:

Os Malefícios da Concupiscência da Carne

Estudos Bíblicos III
_________


OS MALEFÍCIOS  DA CONCUPISCÊNCIA CARNAL
 
Para desenvolver este assunto, compartilhemos o texto Sagrado contido na Carta de São Tiago 1:14-16, onde diz: “Mas cada um é tentado, quando atraído, e engodado pela sua própria concupiscência. Depois, havendo a concupiscência concebido, dá à luz o pecado, e o pecado gera a morte. Não erreis meus amados irmãos. Amém!”
 
INTRODUÇÃO
 
A Concupiscência dá a luz o pecado e à morte. Concupiscência quer dizer apetite carnal desordenado, desenfreado, desejo constante em dar expansão aos desejos carnais. Não há nenhum mal no fato do servo de Deus ser despertado pela concupiscência, e se defrontar com a tentação, desde que ele esteja vigiando, e orando, o grande perigo reside em o servo de Deus dar cordas à concupiscência, dar atenção a esse meio que o diabo largamente usa para empurrar as pessoas incautas para o inferno.
 
CONCUPISCÊNCIA QUE UMA VEZ CONCEBIDA, GERA A MORTE
 
Dificilmente o homem ou a mulher entende o que significa o pecado, até que se defronte com ele na forma de morte. Quando já estiver sido praticamente derrotado física, mental e espiritualmente, pelo artimanhas de satanás, já aparentemente em um beco sem saída.
 
Ainda bem que muitos encontram tempo nos CTIs dos hospitais, em um cubículo na cadeia, ou mesmo em casa movido pelas mãos dos outros, arrasados pelo pecado, mas que ainda alcançam essa sublime oportunidade, e por ela se escapa da morte física e eterna, mas uma expressiva parte destes, não alcançam esse privilégio e partem-se para a eternidade, morrem sem a salvação que Cristo nos deu na Cruz.
 
O PRÓPRIO SENHOR FOI TENTADO
 
Quando lemos Mateus 4:3-11 aprendemos a forma que Jesus, como o Filho de Deus, agiu para vencer a tentação, e como nós, à semelhança dEle, podemos vencê-la. O Mestre foi tentado sob três aspectos (Mt 4.3-11):  a) A concupiscência da carne: "Se tu és o Filho de Deus, manda que estas pedras se tornem em pães".  b) Soberba da vida: "Se tu és o Filho de Deus lança-te daqui abaixo." c) Concupiscência dos olhos: "Mostrou-lhe todos os reinos do mundo."
 
Cristo respondeu sempre usando a Palavra de Deus: "está escrito". O contra ataque ao inimigo ocorre de imediato. "Mas Jesus lhe respondeu a altura (Lc 4:8). Jesus, o Filho de Deus não ignorou os ardis de Satanás. Não discutiu teologia com o inimigo. Não negociou com o príncipe deste mundo. Jesus não debateu com o tentador, somente citou a Palavra! Está Escrito!
 
"Resisti ao Diabo, e ele fugirá de vós" (Tg 4.7).
 
A TENTAÇÃO
 
É o estímulo ou indução, externa ou interna, que impulsiona o ser humano à prática do pecado. O teólogo inglês, Matthew Henry, mostra quão perigosa é a tentação na vida de um servo de Deus: "O melhor dos santos pode ser tentado pelo pior dos pecados". Como não reconhecer essa realidade? Às vezes somos de tal forma tentados, que almejamos venha o Senhor, e leve-nos de imediato para os céus. Se Ele, porém, o fizer, como haverá de contar com as vozes santas e redimidas que protestem contra a iniquidade do presente século? Portanto, lembre-se: vencer a tentação faz parte das disciplinas da vida cristã.
 
AFINAL DE CONTAS: O QUE É A TENTAÇÃO?
 
Que praga é esta? Que doença vem a ser a tentação que, desde os nossos primeiros genitores, vem comprometendo até mesmo os gigantes na piedade?
 
1. Definição. Oriunda do vocábulo latino tentatione, a palavra "tentação" significa: indução, seja externa, seja interna, que impulsiona o ser humano à prática de coisas condenáveis.
 
2. Definição teológica. Estímulo que leva à prática do pecado. Embora a tentação, em si, não constitua pecado, o atender às suas reivindicações caracteriza a transgressão das leis divinas. Eis porque, na Oração Dominical, ensina-nos o Senhor a clamar ao Pai: "E não nos induzas à tentação, mas livra-nos do mal; porque teu é o Reino, e o poder, e a glória, para sempre. Amém!" (Mt 6.13). (Dicionário Teológico)
 
O AGENTE DA TENTAÇÃO
 
Nas Sagradas Escrituras, Satanás é o tentador por natureza (Mt 4.3; 1 Ts 3.5). É o grande opositor de Deus e o arqui-inimigo do ser humano. Sentindo-se premido pelas dificuldades espirituais que, constantemente, entristecem os seguidores do Nazareno, Thomas De Witt Talmage endereça-lhe esta oração: "Ó Senhor, ajuda-nos a ouvir o guizo da serpente antes de sentir suas presas". Que Satanás é o agente da tentação, não há o que se discutir; a própria Bíblia assim o aponta: "Quem comete o pecado é do diabo, porque o diabo peca desde o princípio. Para isto o Filho de Deus se manifestou: para desfazer as obras do diabo" (1 Jo 3:8).
 
2. Os nomes do tentador. Além de tentador, recebe o agente da tentação as seguintes alcunhas nas Sagradas Escrituras: Satanás que, em hebraico, significa adversário (1 Cr 21. 1; 2 Co 2.10,11); Diabo que, em grego, quer dizer: caluniador (Mt 4.1; At 13.10); Homicida e pai da mentira (Jo 8.44); Acusador (Ap 12.10). Ele é conhecido também como o dragão e a antiga serpente (Ap 12.9).

3. O principal trabalho do tentador. O trabalho que mais agrada ao maligno é desviar-nos da disciplina da vida cristã. Ele sabe que temos "uma carreira para correr"; por isto, busca, de todas as formas, colocar obstáculos em nosso caminho (Gl 5:7). Não foi o que ocorreu com os irmãos da Galácia? Embora progredissem eles na carreira cristã, caíram no fascínio do adversário e, neste fascínio, acabaram por cair da graça (Gl 3:1; 5:4).
 
ENFATIZANDO TIAGO E PAULO
 
Este conceito de Tiago é confirmado no ensino do apóstolo Paulo, quando escreve:  “O Salário do pecado é a morte, mas o dom gratuito de Deus é a vida eterna por Cristo Jesus Nosso Senhor.” (Rm 6:23). Triste sorte teria a humanidade toda se não fosse as misericórdias de Deus!
 
SE HOJE OUVIRDES  A SUA VOZ, NÃO ENDUREÇAIS O VOSSO CORAÇÃO
 
"Antes, Deus fala uma e duas vezes; porém ninguém atenta para isso" (Jó 33:14); "Uma coisa disse Deus, duas vezes a ouvi: que o poder pertence a Deus" Salmo 62:11; "Se ouvirdes hoje a sua voz, não endureçais o vosso coração" (Hebreus 3:7-8). É por demais normal o homem esquivar-se; espenear-se para não ouvir o que Deus tem a dizer à sua alma. Saliento entretanto que, este mal começou no Eden quando Deus no horário de costume procurou Adão para falar-lhe, inclusive gritando: Adão, onde você está? Gênesis 3:8-13. Ambos, Adão e Eva não resistiram ao diabo e consequentemente não suportaram sequer, a primeira tentação. Na verdade o primeiro casal resistiram a Deus e sujetaram ao diabo incorporado na serpente.

O TRANSTORNO NO EDEN 

 E ouviram a voz do Senhor Deus, que passeava no jardim pela viração do dia; e escondeu-se Adão e sua mulher da presença do Senhor Deus, entre as árvores do jardim. E chamou o Senhor Deus a Adão e disse-lhe: Onde estás? 10 E ele disse: Ouvi a tua voz soar no jardim, e temi, porque estava nu, e escondi-me. 11 E Deus disse: Quem te mostrou que estavas nu? Comeste tu da árvore de que te ordenei que não comesses? 12 Então, disse Adão: A mulher que me deste por companheira, ela me deu da árvore, e comi. 13 E disse o Senhor Deus à mulher: Por que fizeste isso? E disse a mulher: A serpente me enganou, e eu comi. 14 Então, o Senhor Deus disse à serpente: Porquanto fizeste isso, maldita serásmais que toda besta e mais que todos os animais do campo; sobre o teu ventre andarás e pó comerás todos os dias da tua vida. 15 E porei inimizade entre ti e a mulher e entre a tua semente e a sua semente; esta te ferirá a cabeça, e tu lhe ferirás o calcanhar. 16 E à mulher disse: Multiplicarei grandemente a tua dor e a tua conceição; com dor terás filhos; e o teu desejo será para o teu marido, e ele te dominará. 17 E a Adão disse: Porquanto deste ouvidos à voz de tua mulher e comeste da árvore de que te ordenei, dizendo: Não comerás dela, maldita é a terra por causa de ti; com dor comerás dela todos os dias da tua vida. 18 Espinhos e cardos também te produzirá; e comerás a erva do campo. 19 No suor do teu rosto, comerás o teu pão, até que te tornes à terra; porque dela foste tomado, porquanto és pó e em pó te tornarás. 20 E chamou Adão o nome de sua mulher Eva, porquanto ela era a mãe de todos os viventes. 21 E fez o Senhor Deus a Adão e a sua mulher túnicas de peles e os vestiu. 22 Então, disse o Senhor Deus: Eis que o homem é como um de nós, sabendo o bem e o mal; ora, pois, para que não estenda a sua mão, e tome também da árvore da vida, e coma, e viva eternamente, 23 o Senhor Deus, pois, o lançou fora do jardim do Éden, para lavrar a terra, de que fora tomado. 24 E, havendo lançado fora o homem, pôs querubins ao oriente do jardim do Éden e uma espada inflamada que andava ao redor, para guardar o caminho da árvore da vida. Gênesis 3:8-24.
 
O CAMINHO DO SENHOR É PURO
 
Meu leitor amado, você não pode trocar esta salvação maravilhosa que Cristo te deu de graça na cruz, por uma festa mundana, como o carnaval e outras mais que acontecem todas as noites. Você é um privilegiado, Jesus morreu por você, e você parece não se dá conta disto, deixe o pecado, abandone a concupiscência e livra tua alma do inferno, livra a tua alma do fogo do eterno, venha para Jesus. Corra para os pés do Senhor! Ele te espera desde quando, por ti, morreu na horrenda cruz.
 
Após apelar para a inteligência dos seus leitores contemporâneos e bem como nós hoje, Tiago conclui rogando no versículo 16: “Não erreis, meus amados irmãos”. Em Cristo, temos o escape e Paulo enfatiza sobre isto em sua Carta aos Romanos 5:7-12:
 
“Porque apenas alguém morrerá por um justo; pois poderá ser que pelo bom alguém ouse morrer. Mas Deus prova o seu amor para conosco em que Cristo morreu por nós, sendo nós ainda pecadores. Logo, muito mais agora, sendo justificados pelo seu sangue, seremos por ele salvos da ira. Porque, se nós, sendo inimigos, fomos reconciliados com Deus pela morte de seu Filho, muito mais, estando já reconciliados, seremos salvos pela sua vida. E não somente isto, mas também nos gloriamos em Deus por nosso Senhor Jesus Cristo, pelo qual agora alcançamos a reconciliação. Pelo que, como por um homem entrou o pecado no mundo, e pelo pecado, a morte, assim também a morte passou a todos os homens, por isso que todos pecaram”.
 
Ainda na Primeira Carta aos Coríntios, Paulo reitera o que dissera aos Romanos: Porque, assim como a morte veio por um homem, também a ressurreição dos mortos veio por um homem. Porque, assim como todos morrem em Adão, assim também todos serão vivificados em Cristo. (1Coríntios 15:21-22).
 
O HOMEM SEM FOI MAL AGRADECIDO
 
Esse escape a nós proporcionado por Cristo Jesus, pagando de uma vez por todas, nossas culpas, morrendo no Calvário, jamais poderá ser tratado com desleixo pelo pecador.
 
Uma coisa é, para que não sejamos ingratos para com Deus – não acatando o que com tanto amor nos deu, e outra coisa é, livrar nossas almas das garras do diabo. Deus fez tudo, afim de que nenhum se perca, mas o mundo com seus enfeites parece muito melhor, sendo aí que mora o grande perigo.
 
NA CARTA AOS HEBREUS HÁ A SEGUINTE RECOMENDAÇÃO:
 
“Portanto, convém-nos atentar, com mais diligência, para as coisas que já temos ouvido, para que, em tempo algum, nos desviemos delas. Porque, se a palavra falada pelos anjos permaneceu firme, e toda transgressão e desobediência recebeu a justa retribuição, como escaparemos nós, se não atentarmos para uma tão grande salvação, a qual, começando a ser anunciada pelo Senhor, foi-nos, depois, confirmada pelos que a ouviram” (Hebreus 2:1-3).
 
MANTENDO-SE PURO
 
Deus pode livrar-nos dos vícios e tentações de toda espécie. Ele é nosso aliado quando lutamos por nossa pureza pessoal e liberdade no nosso Salvador Eterno.
 
Motivo 1: Somos unidos a Cristo. 'Não sabeis vós que os vossos corpos são membros de Cristo?' (1 Co 6.15). Esse fato nos dá o direito de cortar todas as nossas obrigações com os vícios e tentações. Nossa ligação com Cristo é mais forte do que a nossa ligação com o comportamento destrutivo.
 
Motivo 2: Somos a habitação do Espírito Santo. 'Ou não sabeis que o nosso corpo é o templo do Espírito Santo, que habita em vós, proveniente de Deus, e que não sois de vós mesmos?' (1 Co 6:19). Em termos práticos, isso significa que o Santo dos Santos foi transferido para nossos corpos humanos. Deus habita em nós. Assim, aquele 'buraco na alma' que alimenta a tentação pode ser preenchido com plenitude. Solidão, culpa, concupiscência e vergonha podem ser substituídas por aquilo que o Espírito Santo se dedica a trazer à nossa vida, ou seja, a força emocional e espiritual para resistirmos os vícios e tentações.
 
A vitória sobre o poder da tentação não é fácil, especialmente se o problema vem de longa data. Aliás, a propensão de ceder à tentação sempre estará presente. Mesmo quando somos sinceros em nosso compromisso com Cristo, o poder da carne, reforçado por Satanás, batalha dentro de nós." (LUTZER, E. W. Deixando seu passado para trás. RJ: CPAD, 2005, pp.70-2.)
 
CONCLUSÃO
 
É mister que enfatizemos sempre com os nossos discípulos sobre a necessidade de manterem-se em elevado nível espiritual, mediante a oração, a comunhão com Deus e a transformação diária de suas vidas, segundo a imagem moral de Cristo. Reforçando a mensagem a seguir, lendo com eles Romanos 13:14: "Revesti-vos do Senhor Jesus Cristo e não tenhais cuidado da carne em suas concupiscências" Deus fez tudo, mas, temos que aceitar o que Ele fez, somente aceitar, simples assim. Que Deus com Sua infinita misericórdia abençoe a todos em nome do Senhor Jesus, dando-lhes sabedoria nas tentações e comunhão com Deus em quem conhecemos que Só existe um antídoto eficaz contra o pecado: o sangue de Cristo Jesus derramado na cruz do Calvário. BIBLIOGRAFIA: Lições Bíblicas EBD CPAD 4º Trimestre de 2006.
 _________


Pr. Jorge Albertacci
 
Assembleia de Deus do Retiro - Volta Redonda – Rio de Janeiro.
 
 
Voltar para o conteúdo | Voltar para o Menu principal