A Excelência do Ministério Pastoral - Estudos Bíblicos

Buscar
Ir para o conteúdo

Menu principal:

A Excelência do Ministério Pastoral

Teologia do Obreiro
Esboço - Textos Jr 3:15 - Ef 4: 1-16
 
INTRODUÇÃO

A vocação para o santo ministério pastoral é a mais excelente de todas as outras - que transcende todas as expectativas que pode surgir no coração do ser humano. Sobre este aspecto, John Jowett no seu livro “O pregador, sua vida e sua obra” diz que vocação é quando todas as outras portas estão abertas, mas você só anseia entrar pela porta do ministério. Diferente do santo ministério que é exercido somente por vocação, os profissionais, como, médico, advogado, engenheiro, professores e outros, exercem suas atividades mesmo sem serem vocacionados para tais. Estes exercem suas profissões com responsabilidade, são primorosos profissionais, mas, podem trocar de profissão quando quiser.  Infelizmente existem obreiros que se desabafam, dizendo: "Até hoje eu não sei o que Deus quer de mim – eu ainda não sei o que Deus quer comigo – apesar de estar na Igreja há muitos anos, ainda não descobri qual é o plano, ou o projeto de Deus na minha vida.” São pessoas que na verdade não têm chamada, não são vocacionadas. Quando Deus chama, Ele mesmo determina o trabalho que Seu servo irá realizar, Ele capacita, Ele provê os recursos necessários, Ele é Deus, Senhor supremo e abssoluto sobre todas as coisas. Bons exemplos temos, quando Ele enviou Moisés para libertar Seu povo no Egito; Jonas a Nínive; Seus discípulos ao campo para a evangelização. (Êx 4:15-16; Js 1:1-18; Jn 3:1-2; Mt 6:10; 10:19-20; Mt 28:19-20; Mc 16:17-18; Lc 10:19-21; Lc 21:15; Jo 21:15-22).

É UMA PROVISÃO DIVINA PARA A IGREJA
 
– Ef 4: E ele mesmo concedeu uns para apóstolos, outros para profetas, outros para evangelistas e outros para pastores e mestres.
 
DEVE SER HONRADO
 
- 1Tm 5:17: Devem ser considerados merecedores de dobrados honorários os presbíteros que presidem bem, com especialidade os que se afadigam na palavra e no ensino (RA).
 
NÃO DEVE TER LIGADA A BOCA
 
 - Tm 5:18: Porque diz a Escritura: Não ligarás a boca ao boi que debulha. E, Digno é o obreiro do seu salário.
 
NÃO AGRADA A TODOS
 
- Paulo andou quase que mais preso do que solto.
 
DE UMA MANEIRA OU DE OUTRA SERÁ RECONHECIDO COMO PROFETA DE DEUS
 
- Ez 2:5: E eles, quer ouçam quer deixem de ouvir (porque eles são casa rebelde), hão de saber que esteve no meio deles um profeta.
 
DEVE TER A PALAVRA TEMPERADA COM SAL
 
- Cl 4:6: A vossa palavra seja sempre agradável, temperada com sal, para que saibais como vos convém responder a cada um.
 
É CHAMADO POR JESUS DE O SAL DA TERRA
 
– Mt 5:13: O sal equilibra o sabor - conserva para não deteriorar - provoca sede (de ouvir a Palavra de Deus) - nem muito e nem pouco, mas, à medida certa - não pode ser insípido - é necessário ao organismo humano - pouco pode causar hipotensão - muito pode causar hipertensão.
 
DEVE APASCENTAR COM O CORAÇÃO
 
– Pv 22:23: Procura conhecer o estado das tuas ovelhas; põe o teu coração sobre o gado.
 
DEVE TER AS QUALIDADES EXARADAS EM
 
- 1Tm 3:2-10: Convém, pois, que o bispo seja irrepreensível, marido de uma mulher, vigilante, sóbrio, honesto, hospitaleiro, apto para ensinar; não dado ao vinho, não espancador, não cobiçoso de torpe ganância, mas moderado, não contencioso, não avarento; que governe bem a sua própria casa, tendo seus filhos em sujeição, com toda a modéstia (porque, se alguém não sabe governar a sua própria casa, terá cuidado da igreja de Deus?); não neófito, para que, ensoberbecendo-se, não caia na condenação do diabo.
 
Convém, também, que tenha bom testemunho dos que estão de fora, para que não caia em afronta e no laço do diabo. Da mesma sorte os diáconos sejam honestos, não de língua dobre, não dados a muito vinho, não cobiçosos de torpe ganância, guardando o mistério da fé em uma pura consciência. E também estes sejam primeiro provados, depois sirvam, se forem irrepreensíveis.
 
DEVE SABER QUE O REBANHO É DO SENHOR E NÃO DELE
 
– 1Pd 5:1-3: Aos presbíteros que estão entre vós, admoesto eu, que sou também presbítero com eles, e testemunha das aflições de Cristo, e participante da glória que se há de revelar: apascentai o rebanho de Deus que está entre vós, tendo cuidado dele, não por força, mas voluntariamente; nem por torpe ganância, mas de ânimo pronto, nem como tendo domínio sobre a herança de Deus, mas servindo de exemplo ao rebanho.
 
SOMENTE DEVE FAZER O QUE FOR DE SUA COMPETÊNCIA E NUNCA O QUE ESTIVER ALÉM DESTA
 
– 2Sm 6:6-7: E, chegando à eira de Nacom, estendeu Uzá a mão à arca de Deus e segurou-a, porque os bois a deixavam pender. Então, a ira do SENHOR se acendeu contra Uzá, e Deus o feriu ali por esta imprudência; e morreu ali junto à arca de Deus.
 
CONCLUSÃO

É DEUS QUE DÁ PASTORES À SUA IGREJA 
O que é um pastor? O que significa pastorear?
a) Pastorear é alimentar o rebanho de Deus com a Palavra de Deus – Não nos cabe prover o alimento, mas oferecer o alimento. O alimento é a Palavra. Reter a Palavra ao povo de Deus é um grave pecado.
b) Pastorear é proteger o rebanho de Deus dos lobos vorazes – Jesus alertou para o fato do inimigo introduzir os filhos do maligno no meio do seu povo, se a igreja estiver dormindo. Paulo alertou para o fato dos pastores estarem vigilantes para que os lobos vorazes não penetrem no meio do rebanho.
c) Pastorear é gostar do cheiro de ovelha – A missão do pastor é apascentar. O pastor é alguém que convive com ovelha. Está perto. Leva para os pastos verdes as famintas, às águas tranquilas as sedentas, atravessa os vales escuros dando segurança à ovelha que está insegura, carrega a fraca no colo, resgata a que caiu no abismo, disciplina aquela que põe em risco a vida do rebanho.

Deus dá pastores à igreja segundo o seu coração Qual é o perfil de um pastor segundo o coração de Deus:
 
1) É um pastor que tem consciência de que Deus o chamou não governar o povo com rigor, mas para cuidar do seu povo;
 
2) É um pastor que cuida da sua própria vida, antes de cuidar do povo de Deus. Ele prega a si mesmo, antes de pregar ao povo. Sua vida é o seu mais eloquente sermão;
 
3) É um pastor que é exemplo vida, piedade para o seu próprio rebanho. Ele nada considera a vida preciosa para si mesmo para velar pelo rebanho. Ele dá a sua vida pelo rebanho;
 
4) É um pastor que pastoreia TODO o rebanho: as ovelhas dóceis e as indóceis;
 
5) É um pastor que compreende que a igreja é de Deus e não dele. Deus nunca nos passou procuração para sermos donos do rebanho. A igreja é de Deus;
 
6) É um pastor que compreende que a Igreja custou muito caro para Deus, o sangue do seu Filho. A Igreja é a Noiva do Filho de Deus. A Igreja é a Menina dos Olhos de Deus. Ele tem zelo pela Igreja.
 
Deixar de fazer o que está ordenado ao obreiro para que faça, não é menos pior do que fazer o que não é da sua competência.
2Samuel 18:18-30.

BIBLIOGRAFIA
Bíblia 3.0 RC 1995 - SBB
Pr. Luiz Albertassi Sobrinho - Em seu Artigo: Os Cinco Dons Ministeriais
Rev. Hernandes Dias Lopes - Em seu Artigo: Pastores Segundo o Coração de Deus - Palavra da Vida
 
Pastor Jorge Albertacci
 
Voltar para o conteúdo | Voltar para o Menu principal