Da cruz ao trono - Estudos Bíblicos

Buscar
Ir para o conteúdo

Menu principal:

Da cruz ao trono

Mensagens Bíblicas
 ____________


O REI QUE PARA ASSUMIR O TRONO TEVE QUE SUBMETER-SE À CRUCIFICAÇÃO

Isaías 53:1-7

Jesus para voltar ao Seu lugar no Céu, à destra de Deus Pai, depois de ter cumprido com excelência o Seu seu ministério neste mundo mergulhado num lamaçal de pecado, teve que enfrentar vários episódios, os mais humilhantes. Foi taído por um dos Seus discípulos, Judas Iscariotes, Mateus 27:3-5: "Então Judas, o que o traíra, vendo que fora condenado, trouxe, arrependido, as trinta moedas de prata aos príncipes dos sacerdotes e aos anciãos,  Dizendo: Pequei, traindo o sangue inocente. Eles, porém, disseram: Que nos importa? Isso é contigo.  E ele, atirando para o templo as moedas de prata, retirou-se e foi-se enforcar." Judas reconheceu o mal que tinha praticado contra o Mestre depois de vê-lo sendo condenado, tendo a partir de então, o suicídio como sua única opção (Mateus 27:5). 

Antes de chegar ao momento do suprício maior, a cruz, ele teve que submeter a muitas coisas, ao ponto de chegar à hematidrose pelos horrores sofridos no Getsêmani. Perdeu para Barrarás, o criminoso, no sorteio sobre quem merecia ser solto ou permanecer preso, para em seguida ser crucificado - (Marcos 15:15). Passou por todas as amarguras, da qual, grande parte do mundo não têm conhecimento, e quando tem, não dá o devido valor. Mas, o ultraja, com zombarias o tratando como um mito despresível.


Nunca, homem algum sofreu assim como Jesus. Como Filho de Deus, abdicou de toda defeza para salvar o miserável pecador. “Você acha que eu não posso pedir a meu Pai, e ele não colocaria imediatamente à minha disposição mais de doze legiões de anjos?” (Mateus 26:53). Veja bem: Mais de 12 legiões são  mais de 72.000! Agora pensemos neste exército em pé de guerra! Qual seria a reação dos acusadores, visto que os mesmos já conheciam o episódio quando somente um anjo aniquilou 185,000 assírios! "Sucedeu, pois, que naquela mesma noite saiu o anjo do SENHOR, e feriu no arraial dos assírios a cento e oitenta e cinco mil deles; e, levantando-se pela manhã cedo, eis que todos eram cadáveres." - (2 Reis 19:35-36). Dois anjos destruíram as cidades  de Sodoma e Gomorra. Se Jesus quisesse, Deus enviaria mais de 72.000 destes anjos.  E Jesus teria todo direito para isto. Mas, ele abdicou de todos, inclusive o direito à justiça. Para poder realizar a obra para a qual o Pai o enviou: sofrer injustiça por nós e morrer na cruz pelos nossos pecados. E ele não foi obrigado; foi a escolha dele. Isto chama-se amor. O mesmo amor que Jesus tinha por você naquele dia, ele ainda tem hoje, e faria tudo de novo, por você, aceite-o. 

Mesmo sendo Filho de Deus, o Unigênito do Pai, Ele não pode comer do melhor da terra! – mas, falou do maná escondido, reservado para os Seus santos na glória eterna. Maná esse, que está guardado, assim como a mãe, que tem seu filho servindo o exército, em uma cidade distante, e que esconde o que ela tem de melhor para comer, de todos os outros filhos, aguardando ansiosamente, a chegada daquele que está servindo a nação, em algum lugar distante! (Apocalipse 2:17).

CONCLUSÃO

Finalmente chegou o momento de voltar a assumir o Seu lugar no Céu. Este foi o momento em que o Rei dos reis assumiu o Trono.  As sete palavras da cruz foi o fechamento dos seus sofrimentos neste mundo. Agora, resta-nos aguardar para junto com Ele subirmos ao Céu no arrebatamente, para depois, reinarmos com Ele no Milênio.

1. Pai, perdoa-lhes, porque não sabem o que fazem.
Lucas 23:34:
 
E dizia Jesus: Pai, perdoa-lhes, porque não sabem o que fazem. E, repartindo as suas vestes, lançaram sortes – Sl 22:18 Repartem entre si as minhas vestes e lançam sortes sobre a minha túnica”

2. Em verdade te digo que hoje estarás comigo no paraíso - Lc 23:43:
 
3. Mulher, eis aí o teu filho...eis aí a tua mãe - referindo-se a João, o discípulo amado e a Maria Sua mãe.
João 19:26-27:
 
“Ora, Jesus, vendo ali sua mãe e que o discípulo a quem ele amava estava presente, disse à sua mãe: Mulher, eis aí o teu filho. Depois, disse ao discípulo: Eis aí tua mãe. E desde aquela hora o discípulo a recebeu em sua casa”
 
4. Eli, Eli, lama sabactâni!
Marcos 15:34:
 
“E, à hora nona, Jesus exclamou com grande voz, dizendo: Eloí, Eloí, lemá sabactâni? Isso, traduzido, é: Deus meu, Deus meu, por que me desamparaste?”
 
5. Tenho sede!
João 19:28; Sl 69:21:

“Depois, sabendo Jesus que já todas as coisas estavam terminadas, para que a Escritura se cumprisse, disse: Tenho sede”

“Deram-me fel por mantimento, e na minha sede me deram a beber vinagre”

6. Está consumado!
João 19:30:
 
“E, quando Jesus tomou o vinagre, disse: Está consumado. E, inclinando a cabeça, entregou o espírito”
 
“E, sendo ele consumado, veio a ser a causa de eterna salvação para todos os que lhe obedecem”
Hebreus 5:9

7. Pai, nas Tuas mãos entrego o meu Espírito!
Lc 23:46; Lucas 23:46:
 
“E, clamando Jesus com grande voz, disse: Pai, nas tuas mãos entrego o meu espírito. E, havendo dito isso, expirou”

ESTÁ CONSUMADO TEM PARA A IGREJA O MAIOR SIGNIFICADO
 
1. Está consumado o perdão do mais vil pecador, desde que o mesmo aceite a Jesus... Está consumado o que diz a Palavra no Salmo 22:18 Repartem entre si as minhas vestes e lançam sortes sobre a minha túnica.
 
2. Está consumada nossa entrada no Paraíso mediante a aceitação a Cristo sem qualquer sacrifício de nossa parte, a não ser à santidade... (Ver também Hb 10:14, 18; Rm 12:1-3).
 
3. Está consumada a recomendação do cuidado que devemos ter com nossos irmãos e mais ainda com os nossos familiares – Maria que provavelmente estava viúva, o próprio Jesus cuidava dela, e mesmo no momento da maior agonia ele manifestou este cuidado – Que exemplo!  “Mas, se alguém não tem cuidado dos seus e principalmente dos da sua família, negou a fé e é pior do que o infiel” (1Tm 5:8).

4. Está consumado que pode haver momento em que nos parece sem saída neste mundo, daí, a necessidade de clamarmos a Deus por misericórdia na certeza de Sua proteção.
 
Deus meu, Deus meu, porque...? Jesus não fez essa pergunta simplesmente de surpresa ou em desespero. Além disto, Ele estava citando a primeira linha do Salmo 22, uma profecia que expressa a profunda agonia da morte do Messias pelo pecado do mundo - “Deus meu, Deus meu, por que me desamparaste? Por que te alongas das palavras do meu bramido e não me auxilias?” Salmos 2:1
 
Jesus sabia que estaria temporariamente “separado do Pai” no momento em que tomasse sobre Si os pecados do mundo, porque Deus não pode olhar para o pecado (Hc 1:3). Esta separação era o cálice que Jesus receava beber, conforme sua oração no Getsêmani (Mc 14:36). A agonia física era horrível, mas a separação espiritual de Deus era a suprema tortura. Jesus sofreu tanto, para que nunca tivesse que experimentar a eterna separação de Deus. Assim como todos os que O aceitarem como Único e suficiente Salvador.

5. Está consumado! Provavelmente que nesse ponto, duas passagens bíblicas estavam sendo cumpridas, a saber, Salmo 69:21: “Na minha sede deram-me a beber vinagre”Pelo que Jesus disse “Tenho sede”. Isso enfatiza a humilhação de nosso Senhor – a outra passagem se encontra em Salmo 42:2:
 
“A minha alma tem sede de Deus, do Deus vivo” Isso confirma a submissão de Jesus ao Pai. O vinagre aqui mencionado não era a mesma coisa que o vinho com mirra oferecido anteriormente a Jesus (Mc 15:23). Nosso Senhor não tomou o vinho antes, porque queria estar completamente consciente durante todo o processo. Jesus tomou o vinagre para em seguida afirmar: Está consumado!
 
6. ESTÁ CONSUMADO! ESTA É A TÔNICA DO ASSUNTO EM EPÍGRAFE: Jesus consumou tudo no Calvário – nossa redenção – nossa libertação de todas as artimanhas de satanás e de tudo quanto provém do inferno – a partir de então, estaria escancarada a porta estreita para por ela entramos na presença de Deus - não há mais condenação – não há mais maldição – não há mais andaço – agora está em evidência “tetelestai” do texto grego que significa: está tudo pago - liquidado – está tudo terminado – está tudo cumprido. Vale entretanto ressaltar, que nestes termos não se trata de libertos da obra de macumbaria, de feitiçaria, de bruxaria, de tranca-rua, de mal olhado, etc. até mesmo porque estes termos diabólicos nunca fizeram parte do vocabulário de Deus e nem de Seus filhos – o misticismo supersticioso em nada afeta a nossa fé, porque nós pertencemos o Reino dos céus e não o do inferno, nós pertencemos o Reino de Deus, e não o de satanás.
 
7. Está consumado, indica que Jesus tem poder sobre a vida e a morte. Quando a Bíblia afirma que Jesus “inclinando a cabeça, entregou o Espírito” está patente uma linguagem clara descrevendo que Jesus por fim, entregou Seu Espírito ao Pai. Isto significa que a vida não fora tirada dele; ele a entregou por livre vontade, o que mostra a soberania de Jesus sobre tudo – ele estava no controle até mesmo da morte!

 ____________



Volta Redonda, RJ, 02/01/2015

Pastor Jorge Albertacci
 
Assembleia de Deus do Retiro 

Volta Redonda - Rio de Janeiro
 
 

 
Voltar para o conteúdo | Voltar para o Menu principal