Seja Coerente Consigo Mesmo e Com Deus - Estudos Bíblicos

Buscar
Ir para o conteúdo

Menu principal:

Seja Coerente Consigo Mesmo e Com Deus

Artigos
 
__________

SEJA COERENTE CONSIGO MESMO E COM DEUS

Salmos 103:1-5 - Provérbios 16:1-12

INTRODUÇÃO

Nos tempos modernos, a Educação Cristã tem sido um departamento que enfrenta situações as mais adversas e incontroláveis. Isso porque, com a alteração dos conceitos éticos e morais, ensinar tem se tornado uma tarefa praticamente inviável para o ser humano. Com o passar dos anos, os o povo vêm adquirindo comportamentos, os mais estranhos, e alheio aos princípios bíblicos, e isso  requer dos ministros de Deus, bem como, dos educadores de modo geral, além da dedicação, muito cuidado. Motivo de desgaste físico e mental, e aos profissionais da docência secular, desânimo, medo, pavor e incapacidade precoce para excercer tão nobre profissão.

REALIDADE ATUAL

Hoje, ensinar adolescentes tem sido um desafio para grandes mestres e professores de vasta experiência na área. Mesmo assim, o resultado não tem sido satisfatório. O maior obstáculo enfrentado por todos os ensinadores é descobrir os anseios, desejos e problemas da adolescência, alcançando a mente e o pensamento desse grupo. A indisciplina dos nossos alunos adolescentes tem deixado muitos professores sem vontade de ensinar, desestimulados e enfraquecidos na sua prática. Dizer que esses problemas não acontecem na nossa querida Escola Dominical seria negar uma verdade tão evidente. É certo que na área secular os problemas são maiores e mais complexos, mas precisamos estar alerta com relação às dificuldades já enfrentadas no ensino da Palavra de Deus, principalmente nas classes de crianças e adolescentes. Ensinador Cristão, Número 47, Ano 12, 2011, Página 45, CPAD.

COMENTÁRIO

Está na hora de vocês, pais de família, analisarem o que vocês estão fazendo e como estão encaminhado para o Céu os seus filhos, bem como, todos os adolescentes que estão sob os cuidados de vocês como pais, e ou responsáveis. 

O MELHOR CAMINHO

Dê glórias ao santo nome de JESUS! Fale dele ao mundo, pregue, cante, ore, chore e evangelize! Fale com a boca e confirme com os seus atos! Seus atos podem ratificar ou reprovar suas palavras. O bom testemunho fala mais alto do que palavras!
 
Do outro lado, o mau testemunho produz o mesmo efeito, só que negativo! Teu nome está sempre à tua frente, abrindo ou fechando suas veredas. Mesmo depois da tua morte, o teu nome permanece revelando tua personalidade, teu caráter e teus atos.
 
O que você prega aos berros em um microfone de um equipamento de som potentíssimo, pode ser abafado com o seu caráter. Nada sussurra em som tão audível quanto ao seu porte de vida.
 
Pregue de forma inteligível, para que o Espírito Santo coopere com você, convencendo os pecadores, quebrantando os corações, promovendo cura divina, batismo e muitos sinais e maravilhas.
 
Não extrapole a bem da verdade, use a homilia adotada por Jesus. Na homilética reside a ciência da pregação,  é na homilética reside o mistério da preleção.

Em forma de homilia, você jamais mentirá, mas, aos estardalhaços, poucos entendem pouco e muitos não entendem nada, e você sim, pode extrapolar, pelo entusiasmo e cometer várias inverdades, contrassenso – prática que somente os perspicazes são capazes de notar.

CAUSAS DA INCOERÊNCIA

Constantemente sou abordado por estudantes da Bíblia que ao ouvir um eisegeta cometer seus exageros vêm procurando a interpretação correta do texto comigo, e partindo do princípio de que, "Dura lexsed lex"  tenho que explicar o óbvio, até mesmo porque, quando um estudante da Bíblia me procura para este fim, é porque ele mesmo já entendeu que o pregador foi além dos limites, e para uma explicação desta natureza não tem como não desqualifica-lo como pregador da verdade.

AÇÃO DE GRAÇAS
Celebre Ação de Graças ao Senhor pelas bênçãos recebidas! Não seja ingrato para com Deus, agradeça-o sempre. Tome por exemplo, Abraão com seus altares. A gratidão a Deus é um ato de obediência, e esta obediência é um dos aspectos do caráter cristão indispensável ao cumprimento da vontade Deus na vida do homem.

EXEMPLO DIGNO DE UM PATRIARCA 

Abraão é um dos principais personagens do Antigo Testamento. Ainda hoje, as três principais religiões monoteístas (judaísmo, cristianismo e islamismo) consideram-se, natural ou espiritualmente, descendentes do patriarca. Não obstante às suas fraquezas, Abraão foi chamado de “O Amigo de Deus.” O versículo-chave da biografia desse personagem é: “E creu Abraão em Deus, e foi-lhe isso imputado como justiça, e foi chamado o amigo de Deus” (Tg 2.23; Gn 15.6). LB EBD – CPAD – 23/09/2007.  Quando Abraão chegou em Canaã. ele edificou um altar ao Senhor. Ali Deus ratificou a promessa a seus descendentes. A entrada de Abraão em Canaã foi marcada por um culto de adoração e Ação de Graças a Deus.

CONDUTA PARA A POSTERIDADE

O patriarca mostrou aos cananeus que ali estava um homem comprometido com a adoração de um único e verdadeiro Deus. Todos ficaram cientes de que Abraão era um homem de fé logo no primeiro momento de sua chegada. Esta deve ser a conduta do crente: demonstrar que serve a Deus em todo lugar e em qualquer circunstância (Mt 10:32; Lc 12:8).

ASSIM ESTAMOS NÓS RUMO AO CÉU

Abraão peregrinou por terras longínquas e inóspitas. Enfrentou todas as dificuldades comuns aos viajantes nômades. Para as caravanas que cruzavam a estrada, lá estava mais um pastor nômade vagando pelo ermo. Porém, Abraão via o invisível e conhecia o incognoscível! Ele caminhava em direção à Terra Prometida - ao seu lar de inefável alegria! O ardor do estio que crestava-lhe a tez, não era mais forte do que a fé rubra que incendiava-lhe a alma! Assim também peregrinamos pelos vales desse mundo. Os que atravessam o caminho não vêem o que vemos; não discernem o que conhecemos!  Estamos caminhando em direção ao nosso lar celeste. As chamas das vicissitudes não são maiores do que a nossa esperança no Sol da Justiça. Permaneça firme até o encontro celestial. LB CPAD 3º Trimestre 2007.

SEJA GRATO EM TUDO 

Evite comemorar o aniversário do seu filhinho ou da sua filhinha com festa que o diabo possa gostar dela também! Com que facilidade satanás enfia a mão no meio das celebrações dos crentes, quando estes são relaxados quanto a vigilância! Quando lhes falta compromisso com o Criador, com o Salvador e com o Consolador! 
Evite glutonaria associada às bebidas alcoólicas para agradar a incrédulos, quer sejam estes, avô, avó, tios, ou quaisquer outros. O único digno de Ação de Graças é Jesus, o Senhor. A Ele, glória, honra, louvor e o domínio, por toda a eternidade. 

Ele abomina as celebrações a gosto do diabo, e atualmente é o que mais se vê. Tanto que nestas celebrações não há tempo, sequer, para meditar em um só versículo, como, por exemplo: “Jesus chorou!” Não dá mesmo!

O QUE HOJE É MOTIVO DE FESTA PODE SER DE LÁGRIAS AMANHÃ
 Nas celebrações de casamento religioso com efeito civil, a maior penúria para os contraentes tem sido o momento da explanação da Palavra. Os contraentes têm tempo para tudo – atendem a todos, menos ao celebrante e as recomendações bíblicas, e porque não dizer a legais também? Os contraentes têm o dia todo para se arrumarem, têm tempo para chegar atrasados no local da cerimônia, têm tempo para fotos, têm tempo para atenderem aos cerimoniais, mas, não para a exposição da Palavra, e nem para Ação de Graças a Deus.

AS CONSEQUÊNCIAS DA MURMURAÇÃO
 
Evite murmurar! Se você não conseguir falar que o culto que a Igreja celebra ao Senhor é sempre uma bênção, não diga nada! Fique quieto e ore por você mesmo. Pode estar perto de entrar em óbito espiritual.

A INTERCESSÃO E O PERDÃO

Interceda a Deus em oração por todos os que lhe quer bem ou não!
Se alguém te ofender, apressa-te em perdoá-lo – o interesse é teu! Ninguém mais interessado do que você. A não ser que você já esteja cauterizado e insensível ao Espírito Santo de Deus.

Se você ofender alguém, corra para concertar-te com ele, urgente, porque o interesse é teu. Mesmo que você estiver cheio de razão, não se estribe nela, porque ter razão é bom, desde que não nos estribemos nela – a razão pode impedir a nossa entrada no céu.
Mantenha uma Bíblia sempre próxima de você, assim você não vai precisar procura-la para ler!

A BÍBLIA EM NOSSOS LARES

Nunca, simplesmente leia a Bíblia, mas, estude-a com apego. 
Agarra-te à Bíblia, não como um amuleto, mas, como a Palavra de Deus escrita – deixe uma Bíblia na cabeceira da tua cama, outra exposta na sala, outra na tua copa, outra na tua cozinha, outra no quarto de cada filho, mas, sempre à vista e acessível! Nunca deixe tua Bíblia ficar empoeirada.


Aproveite o tempo que Deus te confiou como mordomo dele. Enquanto todos falam de tudo, você vai deixar de falar de Jesus? Claro que não! não faça isto. Vamos! A noite chega quando ninguém pode fazer mais nada. Fale contra o pecado que assola a humanidade com toda artimanha do Diabo. Vacine-se contra a iniquidade, o vício e o crime.

DEIXE A LUZ DO CÉU BRILHAR EM TI

Nunca deixe que a luz que há em ti se apague, assim você jamais será treva! Promova meios pelos quais o Espírito Santo possa fazer o teu rosto brilhar! Assim todos poderão ver a luz que há em ti sem a necessidade de você se gabar!

PREGANDO E ENSINANDO
 
Priorize sobre todas as demais coisas, o Reino de Deus. Se você ama pregar, se você gosta mesmo de pregar – seja organizado, seja coerente consigo mesmo, com o seu auditório  e com Deus. Mantenha um caderno contendo os textos referente aos assuntos que podem te pegar de surpresa a qualquer momento. O obreiro do Senhor por mais simples que seja deve ter sempre uma palavra apropriada para momentos específicos. Esses momentos específicos às vezes aparecem de forma inesperada, e entre outros posso destacar os seguintes:

PRUDÊNCIA COMO PREGADOR

01. - Evangelístico: que tem por objetivo a evangelização, deve ser sempre elaborado para este fim, ministrado de forma a conquistar os pecadores para a Reino de Deus.
 
02. - Doutrinário: o objetivo deste é o de instruir o crente, no sentido de fazê-lo entender as verdades bíblicas, despertando nele o interesse de aplicar essas verdades primeiramente em sua vida em seguida, em todos os que o cerca.
 
03. - Exortativo: é aquele que em tudo motiva o crente a se despertar, animar, e se houver cometido pecado, que se arrependa e se levante para continuar firme na presença do Senhor. O sermão exortativo nunca deve ser exposto de forma a constranger o crente, mas alegrá-lo de forma que ele mesmo entenda sua falta perante Deus e assim reabilite sua fé.
 
04. - Biográfico: é aquele no qual o pregador fará menção de pessoas – quer sejam líderes na Igreja ou mesmo personagens bíblicos.
 
05. - Expositivos: são aqueles que de forma exegética, observando a semântica, a hermenêutica, a homilética, expõem um versículo, ou um capítulo ou até mesmo um livro da Bíblia. Estive participando de grande evento no Maracanazinho (quando o evangelista Jimmy Swaggart veio ao Brasil) nesse evento no Maracananzinho o pregador tomou como base os capítulos um ao oito do Livro dos Atos dos Apóstolos.
 
06. - Ocasionais: estes são os que mais pegam o obreiro de surpresa – por exemplo:
 
07. - Acadêmicos: são sermões recomendados para formaturas, colação de grau e outros atinentes.
 
08. - Congressionais: estes são destinado a congressos, convenções, encontros regionais, nacionais, ou até mesmo internacionais.
 
09. - Magistral: são apropriados para Escolas Bíblicas, Faculdades Teologias, conferências didáticas, foros para esclarecimentos sobre assuntos relevantes e de interesse da Igreja junto ao poder público – Constituição federal – Código Civil, Penal e outros. Essa forma de aplicação da palavra é chamada de Preleção, e deve ser ministrada por pessoas com formação acadêmica secular e teológica.
 
10. - Casamentos: são oportunidades para que o obreiro fale da família como instituição divina e de sua proteção da parte de Deus e do Estado.
 
11. - Fúnebres: nem sempre o falecido é crente; daí a necessidade de um cuidado especial a fim de que não cause constrangimentos à família. Todavia este é um momento propício para se falar de Jesus, da salvação por ele trazida a este mundo e da vida futura na eternidade.
 
12. - Consagratórios: são usados nas consagrações de obreiros em geral, tais como: auxiliares de trabalhos, diáconos, presbíteros, evangelistas e pastores. E para as Igrejas que adotam mulheres no trabalho da Igreja, o procedimento é o mesmo usado para os homens.
 
13. - Dedicação: nas inaugurações de Templos - lançamento de Pedra Fundamental e outros afins.
 
14. - Outros: comemoração de quinze anos de moças, noivados, apresentação de crianças; bodas de prata, ouro e outras; culto de ação de graças.
CONCLUSÃO

Em quaisquer das situações acima o ministrante deve ter acima de tudo, sua palavra temperada com o sal, conforme recomenda o apóstolo Paulo em sua carta aos Colossenses 4:6: “A vossa palavra seja sempre agradável, temperada com sal, para que saibais como vos convém responder a cada um.” E sobre todos os aspectos, a vida do crente em Cristo deve resplandercer conforme Ele espera de todos quantos confessam que Ele é o Senhor das suas vidas e o Salvador das suas almas.
__________

Volta Redonda - RJ

10 de Novembro de 2017
 
O servo do Senhor Jesus
Jorge Albertacci

 
Voltar para o conteúdo | Voltar para o Menu principal