A Liderança Cristã e o Plano De Deus - Estudos Bíblicos

Buscar
Ir para o conteúdo

Menu principal:

A Liderança Cristã e o Plano De Deus

Teologia do Obreiro
_________ 

Efésios 4:7-16

“Mas a graça foi dada a cada um de nós segundo a medida do dom de Cristo. Pelo que diz: Subindo ao alto, levou cativo o cativeiro e deu dons aos homens. Ora, isto—ele subiu—que é, senão que também, antes, tinha descido às partes mais baixas da terra?  Aquele que desceu é também o mesmo que subiu acima de todos os céus, para cumprir todas as coisas.  E ele mesmo deu uns para apóstolos, e outros para profetas, e outros para evangelistas, e outros para pastores e doutores,  querendo o aperfeiçoamento dos santos, para a obra do ministério, para edificação do corpo de Cristo,  até que todos cheguemos à unidade da fé e ao conhecimento do Filho de Deus, a varão perfeito, à medida da estatura completa de Cristo,  para que não sejamos mais meninos inconstantes, levados em roda por todo vento de doutrina, pelo engano dos homens que, com astúcia, enganam fraudulosamente.  Antes, seguindo a verdade em caridade, cresçamos em tudo naquele que é a cabeça, Cristo,  do qual todo o corpo, bem ajustado e ligado pelo auxílio de todas as juntas, segundo a justa operação de cada parte, faz o aumento do corpo, para sua edificação em amor”

INTRODUÇÃO
 
A necessidade da liderança cristã surge pelo fato de que os propósitos de Deus para o homem estão relacionados com plano da salvação, tendo a Igreja de Jesus Cristo como instrumento de sua efetivação e o homem como instrumento do serviço geral e da pregação.
 
DA RECUSA AO PLANO À OPORTUNIDADE PARA OS GENTIOS
 
Ante a recusa de Israel em participar dos planos de Deus e se envolver como uma equipe nos trabalhos da proclamação das boas novas do evangelho, então o Senhor Jesus Cristo levantou a Sua igreja (João 1:9-14). Esta, sem dúvida alguma, tem sido a única “EQUIPE DE TRABALHO” com a qual o Senhor Jesus Cristo tem contado e da qual depende a execução de todos os trabalhos relacionados com a expansão do reino de Deus, tais como, trabalhos missionários, a evangelização mundial, o discipulado, a Escola Bíblica Dominical, assistência social, etc... Além dos trabalhos dentro da casa de Deus referentes ao louvor, a  adoração, a celebração ao Rei e Senhor Jesus Cristo, propósito maior, para todos os salvos do mundo (fomos criados e salvos para o louvor e a glória do nosso Deus).
 
OS LÍDERES
 
Deus quer contar na SUA EQUIPE de trabalho apenas com seus filhos: Pessoas transformadas pelo poder do evangelho, guiada e capacitadas pelo Seu Espírito Santo (Rm 8:14-16), Por isso, Deus mesmo é quem escolhe (separa) as pessoas, determinando-lhes as tarefas a serem executadas e capacitando-as para tal. Estes são os lideres levantados por Deus – (Efésios 4:10-16).
 
Em princípio, não há um conjunto fechado de características, seja de personalidade, seja de temperamento, de atitudes ou de comportamento que possam identificar alguém como um líder. Quando se avalia um personagem bíblico destacado nas Sagradas Escrituras como líder bem sucedido, o que podemos avaliar, na verdade, é sob que aspectos, este personagem exerceu sua liderança. Geralmente, avaliamos a liderança deste personagem sob três aspectos mais importantes: 1- traços de liderança; 2 - atitudes de liderança; 3 - comportamento de liderança. Destes três aspectos depende depende o sucesso do líder e o progresso do ministério a ele confiado pelo Espírito Santo do Senhor. A subjetividade é um dos efeitos do caráter de alguns obreiros cristãos, o que produz um efeito adverso em seu trabalho. A pessoa inclinada para à subjetividade fica obcecada pelas suas próprias ideias e vive a defendê-las. O homem que se apega aos seus próprios pensamentos e caminhos é avarento e intrometido. Mas, o homem que já aprendeu a encurvar-se debaixo da mão castigadora de Deus, tem se expandido por meio da pressão, e é homem de coração grande e de horizontes amplos - (Gn 22:1-13; Nm 22:7-20; Sl 32:8,9; Mt 20:25,26; Fp 1:15-18).

CAINDO NA GRAÇA

As demais pessoas reconhecem a chamada do homem de Deus, agregam-se aos seus sonhos e visões (Joel 2:28) e, espontaneamente submetem à autoridade de Deus, sujeitando-se à liderança do líder levantado por Ele! Desde que, assim como, na Igreja Primitiva os líderes, são homens e mulheres dados à oração, ao amor à obra e aos irmãos, cujos atos os fazem cair na graça de todo povo! (Atos 2:37-47).

A BÊNÇÃO PELO RECONHECIMENTO
 
Há uma grande benção prometida pelo Senhor Jesus Cristo para aqueles que reconhecem o ministério dos líderes levantados por ELE e os recebem como tal: (Mateus 10:40-41; 1Timóteo 5:17-18; Hebreus 13:3, 7, 17; 1Coríntios 9:9; ref. Deuteronômio 25:4).
 
“Quem vos recebe, a mim recebe; e quem recebe a mim, recebe aquele que me enviou. Quem recebe um profeta em qualidade de profeta; receberá galardão de profeta; e quem recebe um justo em qualidade de justo, receberá galardão de justo”. Jesus estava falando isto aos seus apóstolos, quando os ensinava em treinamento ministerial, portanto aos futuros líderes das Igrejas – (Mateus 10:40-41).
_________ 

 
CONCLUSÃO
 
O que um líder chamado por Deus não pode esquecer jamais é que quando dizemos que Deus tem um plano, queremos afirmar algumas coisas:
 
 a) - Deus por Sua multiforme graça, nunca trabalha da mesma maneira;
 
 b) - Deus não é subordinado às circunstâncias, considerando o contexto histórico e visando propósitos para o homem;
 
 d) - Deus é soberano condutor da história da raça humana;
 
 e) - Deus sabe de antemão o que deve ser feito, como e quando, em face de sua Onisciência;
 
 f) - Deus tem o melhor plano e uma maneira própria de fazer com que cada um dos seus propósitos, dentro desse plano, se cumpra.

_________ 

 
Com elevado apreço
Pr. Jorge Albertacci – 10-02-2013
Assembleia de Deus do Retiro
Volta Redonda - Rio de Janeiro
 
Voltar para o conteúdo | Voltar para o Menu principal