Os Episódios Inaugural da Igreja! - Estudos Bíblicos

Buscar
Ir para o conteúdo

Menu principal:

Os Episódios Inaugural da Igreja!

Igreja
__________

Jesus recomendou aos Seus discípulos: E eis que sobre vós envio a promessa de meu Pai; ficai, porém, na cidade de Jerusalém, até que do alto sejais revestidos de poder (Lc 24:49).

O precípuo objetivo do Mestre Divino, foi o de tê-los preparados para a evangelização tão logo, ocorresse a Festa de Pentecostes. O que aconteceria, conforme pré-agendado desde os primórdios para o 50º dia após a realização da Festa da Páscoa. Nesses dias que precediam a Festa de Pentecostes, em que a visitação do Espírito Santo sobre eles promoveria um esplendoroso movimento em Jerusalém, pairava uma expectação tremenda entre os crentes, considerando o que o próprio Senhor os havia prometido alguns dias antes. Algo sobrenatural acontederia naquela cidade que ratificaria todos os propósitos de Deus para Sua Igreja, conforme previsto em Is 44:3; Jl 2:28-32; Mt 3:11Lc 24:49Jo 14:16-17; At 1:5, 8. 

"E cumprindo-se o dia de Pentecostes, estavam todos reunidos no mesmo lugar; e, de repente, veio do céu um som, como de um vento veemente e impetuoso, e encheu toda a casa em que estavam assentados. E foram vistas por eles línguas repartidas, como que de fogo, as quais pousaram sobre cada um deles. E todos foram cheios do Espírito Santo e começaram a falar em outras línguas, conforme o Espírito Santo lhes concedia que falassem" At 2:1-4).

Foi nesse dia festivo que Pedro despertou da indolência e partiu para uma pregação dinâmica de forma a convencer de uma só vez cerca de 3.000 almas para o Reino de Deus. Esse foi o objeto do Senhor: ter nos Seus discípulos alguém que Lhe representasse em meio a tanta incredulidade.  A partir de então, o intrépido Pedro, que o havia negado três vezes consecutivas não muitos dias antes desse episódio se encontrava, capacitado para levar as Boas Novas do céu onde necessário fosse.

Foi no Dia de Pentecostes o Senhor homologou de forma peremptória a Carta Magna da Nova Aliança estabelecida há dias antes no Alto do Calvário, no Monte Caveira de onde ainda hoje ressoa o Grito de Salvação do Nosso Deus! Esse ressoar se evidencia, com o comparecimento de pessoas de todo mundo nos arredores de Jerusalém, que de uma forma ou de outra se convergem para lá atraídos, uns pelos fatos históricos, outros para expressar sua fé, outros acalentarem os anseios das suas almas.

Hoje, todos os crentes estão convocados por Deus para partirem para o trabalho - saírem impolutos e encrespados para o exercício da evangelização. Para que esta obra fosse, ou seja, levada a efeito a tempo e fora dele, Jesus os encorajou dizendo: "Eis que eu estou convosco todos os dias, até à consumação dos séculos. Amém!" Mt 20:20 - e disse mais o Senhor: "Eis que vos dou poder para pisar serpentes, e escorpiões, e toda a força do Inimigo, e nada vos fará dano algum" (Lucas 10:19).

Não há nem agora e nem perante o Tribunal de Cristo alguma coisa que nos fornece fulcro para escusas, para desculpas incabíveis. Por que, diferente de nós, Deus tem Seus meios de armazenar dados da humanidade toda!

__________


Jorge Albertacci 
Pastor Jubilado da Assembleia de Deus
Retiro - Volta Redonda - RJ
 
 
Voltar para o conteúdo | Voltar para o Menu principal