O Episódio da Crucificação - Estudos Bíblicos

Buscar
Ir para o conteúdo

Menu principal:

O Episódio da Crucificação

Esboço IV
____________

O Episódio da Crucificação

 
INTRODUÇÃO
 
Isaías 53
 
Quem deu crédito à nossa pregação? E a quem se manifestou o braço do SENHOR? Porque foi subindo como renovo perante ele, e como raiz de uma terra seca; não tinha beleza nem formosura e, olhando nós para ele, não havia boa aparência nele, para que o desejássemos. Era desprezado, e o mais rejeitado entre os homens, homem de dores, e experimentado nos trabalhos; e, como um de quem os homens escondiam o rosto, era desprezado, e não fizemos dele caso algum. 

Verdadeiramente ele tomou sobre si as nossas enfermidades, e as nossas dores levou sobre si; e nós o reputávamos por aflito, ferido de Deus, e oprimido. Mas ele foi ferido por causa das nossas transgressões, e moído por causa das nossas iniquidades; o castigo que nos traz a paz estava sobre ele, e pelas suas pisaduras fomos sarados. Todos nós andávamos desgarrados como ovelhas; cada um se desviava pelo seu caminho; mas o Senhor fez cair sobre ele a iniquidade de nós todos. 

Ele foi oprimido e afligido, mas não abriu a sua boca; como um cordeiro foi levado ao matadouro, e como a ovelha muda perante os seus tosquiadores, assim ele não abriu a sua boca. Da opressão e do juízo foi tirado; e quem contará o tempo da sua vida? Porquanto foi cortado da terra dos viventes; pela transgressão do meu povo ele foi atingido. E puseram a sua sepultura com os ímpios, e com o rico na sua morte; ainda que nunca cometeu injustiça, nem houve engano na sua boca. 

Todavia, ao Senhor agradou moê-lo, fazendo-o enfermar; quando a sua alma se puser por expiação do pecado, verá a sua posteridade, prolongará os seus dias; e o bom prazer do Senhor prosperará na sua mão. Ele verá o fruto do trabalho da sua alma, e ficará satisfeito; com o seu conhecimento o meu servo, o justo, justificará a muitos; porque as iniquidades deles levará sobre si. Por isso lhe darei a parte de muitos, e com os poderosos repartirá ele o despojo; porquanto derramou a sua alma na morte, e foi contado com os transgressores; mas ele levou sobre si o pecado de muitos, e intercedeu pelos transgressores.

João 19:17-37
 
 
1. O pecado era meu e teu - a cruz era dEle.
 
2. A condenação era minha e tua – mas, a punição foi dEle.
 
3. Ele ajudou a todos - mas a cruz Ele mesmo a carregou nos Seus ombros.
 
4. O lugar dEle seria à destra do Pai – o Seu destino com o rude madeiro foi ao Gólgota, que traduzido Calvário - Caveira.
 
 
5. Na Trindade, Seu lugar é no meio, nem num extremo e nem no outro – de igual modo, na crucificação,  Ele foi crucificado entre dois ladrões.
 
6. O governador, Pôncio Pilatos, O açoitou – por amor à humanidade Ele suportou. João 19:1).
 
 
7. Como Rei do reis, Ele é coroado no Céu – os soldados puzeram sobre Sua cabeça, uma coroa de espinhos. João 19:2.
 
 
8. Pilatos coloca uma faixa sobre Ele: "Jesus Nazareno, Rei dos Judeus" os soldados questionaram Pilatos dizendo foi o senhor que disse ser Rei - Pilatos responde: O que escrevi, escrevi.
 
 
9. Dividiram Suas vestes – cumprindo a profecia:  Repartem entre si as minhas vestes, e lançam sortes sobre a minha roupa. Salmo 22:18: Repartem entre si as minhas vestes, e lançam sortes sobre a minha roupa.

 
Mas a Sua túnica por ser inconsutil eles não a dividiram, lançaram sorte sobre ela. Encontramos outras referências atinentes nos sinópticos: Mateus 27:35; Marcos 15:24; Lucas 23:34
 
 
Entre a multidão Ele contemplava um mesclado de pessoas. Ele tomou sobre Si a indignidade de todos nós, carregando-as perante todos os que estavam ao redor da cruz! Entre os carrascos Ele contemplava os Seus discípulos, Seus amigos, Sua mãe e santas mulheres. E tudo isso foi por mim e por ti, para que pudéssemos vir a vestir-nos com as vestes da Sua glória final. Tratando inclusive, com deferência, o discípulo João e Maria Sua Mãe! João 19:25-27:E junto à cruz de Jesus estava sua mãe, e a irmã de sua mãe, Maria mulher de Clopas, e Maria Madalena.  Ora Jesus, vendo ali sua mãe, e que o discípulo a quem ele amava estava presente, disse a sua mãe: Mulher, eis aí o teu filho.  Depois disse ao discípulo: Eis aí tua mãe. E desde aquela hora o discípulo a recebeu em sua casa.”
 
 
10. Por ser Sábado Jesus não podia permanecer na Cruz, com ordem de Pilatos quebraram as pernas dos outros dois, ao chegar a Jesus, não foi preciso, Ele já havia morrido - João 19:33. Cumprindo assim, a profecia no Salmo 34:20: Ele lhe guarda todos os seus ossos; nem sequer um deles se quebra.

 
11. Em meio aquela agonia o Filho de Deus exclama: Tenho sede! Eles Lhe deram vinagre no grego Oxos - nossa palavra vinagre vem do francês -vin = vinho - a/gre = azedo. Então lhe deram VINHO AZEDO.
 
12. Cumpriu aí o Salmo 69:21: Deram-me fel por mantimento, e na minha sede me deram a beber vinagre.
 
CONCLUSÃO

Está consumado! Está consumado! Está consumado!
 
 ____________


Jorge Albertacci

Atualmente Pastor Emérito da Catedral das 
Assembleias de Deus do Retiro
Rua Engº Joaquim Cardozo, 448 - Retiro - 27281-360  
Volta Redonda - Rio de Janeiro
 
 
Voltar para o conteúdo | Voltar para o Menu principal