Insensibilidade, Apostaisa e o Esfriamento dos Últimos Dias - Estudos Bíblicos

Buscar
Ir para o conteúdo

Menu principal:

Insensibilidade, Apostaisa e o Esfriamento dos Últimos Dias

Escatologia Bíblica
_________________

Isaías 33:9; Mateus 24:12; Romanos 8:22   
 
“A terra geme e pranteia, o Líbano se envergonha e se murcha, Sarom se tornou como um deserto, Basã e Carmelo foram sacudidos.  E, por se multiplicar a iniquidade, o amor de muitos se esfriará. Porque sabemos que toda a criação geme e está juntamente com dores de parto até agora.”
 
INTRODUÇÃO

Estamos vivendo dias em que a humanidade vive perplexa e porque não dizer amedrontada com o aquecimento global, violência, desajuste familiar, crianças, adolescentes e jovens com comportamento fora do normal. Do outro lado os estudiosos das Sagradas Escrituras veem as profecias se cumprindo de forma nunca vista, no que diz respeito a volta de Jesus para buscar Sua Igreja. Nestes últimos dias, a Igreja tem de se mostrar sempre vigilante e alicerçada na Bíblia Sagrada para combater, eficazmente, as forças do mal que se levantam contra o evangelho de Cristo.
 
 
Enquanto que a ação malévola do homem promove o aquecimento global que tanto prejudica o planeta tornando-o em um lixão, composto dos mais prejudicais resíduos residenciais, comerciais, industriais, hospitalares e atômicos. Causando inclusive, escassez de água potável, luz, e alimentação saudável para o consumo.
 
Vemos as grandes metrópoles cobertas de fumaça, fuligem tóxicas e fogo por todos os cantos queimando de forma criminosa o restinho da vegetação que sobrevive às intempéries por entre as brechas das ressequidas erosões, desaparecendo com tudo que coopera para que os seres vivos consigam respirar.
Em todas essas coisas entendemos o mover de Deus entre as nações do mundo advertindo os salvos que prestes está a volta do Senhor.
 
A TERRA GEME

Em Isaías 33:9-10, a Palavra nos mostra: “A terra geme e pranteia, o Líbano se envergonha e se murcha; Sarom se tornou como um deserto; e Basã e Carmelo foram sacudidos. Agora, pois, me levantarei, diz o Senhor; agora me erguerei. Agora serei exaltado.”

Mas o Espírito expressamente diz que, nos últimos tempos, apostatarão alguns da fé, dando ouvidos a espíritos enganadores e a doutrinas de demônios, pela hipocrisia de homens que falam mentiras, tendo cauterizada a sua própria consciência, proibindo o casamento e ordenando a abstinência dos manjares que Deus criou para os fiéis e para os que conhecem a verdade, a fim de usarem deles com ações de graças;  porque toda criatura de Deus é boa, e não há nada que rejeitar, sendo recebido com ações de graças. 1Timóteo 4:1-4.
 
INSENSIBILIDADE ESPIRITUAL

O que é insensibilidade espiritual? O texto bíblico é enfático: “Apostatarão alguns da fé (...) tendo cauterizada a sua própria consciência” (1 Tm 4:2b). Cauterizar, segundo o dicionário, é utilizar um meio químico, ou ferro incandescente, para destruir a sensibilidade de um tecido orgânico. Quando a consciência fica cauterizada, o homem age como os animais, apenas instintivamente.

Conta-se que uma jovem crente engravidara-se do namorado. A mãe repreendeu-a, levando o caso ao pastor. Uma irmã, porém, desaprovou aquela mãe: “Você não devia ter feito isso; bastava encaminhar sua filha para um aborto e tudo estaria resolvido. O pastor não precisava saber de nada”. Alguém pode esconder-se do pastor, mas de Deus ninguém se esconde (Sl 139:7-12). Cuidado com o relativismo moral; a Bíblia lida com valores absolutos e inegociáveis: o que é pecado é sempre pecado.

O ESFRIAMENTO DE MUITOS

A iniquidade da qual falaram alguns dos profetas, bem com,  o próprio Senhor Jesus, e alguns dos Seus discípulos tem provocado um esfriamento avassalador até mesmo entre muitos que já foram fervorosos na Igreja. A maioria dos pregadores desconhecem a homilia de Jesus. Suas preleções constituem simplesmente em assuntos que nada tem a ver com o Reino de Deus. São voltados para as coisas materiais, desconhecem os dons espirituais, a doutrina dos evangelhos e o que o Fruto do Espírito. Santo e profanos se misturam comungando os mesmos costumes. As línguas estranhas, a cura divina, a profecia, as revelações da parte de Deus através da Sua Palavra não constam do sermonário desses pregadores, e nem as músicas dos hinários dos cantores. Ressalvando, todavia as raras exceções. Desprezaram a instituição matrimônio, mas, acentuaram a sexualidade precoce e promiscua. Para a Igreja, a única esperança é a volta de Jesus e nada mais. A Igreja do Senhor tem testemunhado muitos casos de apostasia entre os santos. À medida que se aproxima a vinda de Jesus, o número de apóstatas aumenta preocupantemente. O evangelho da cruz, com o desafio de sofrer por Cristo (Fp 1:29), de renunciar ao pecado (Rm 8:13), de sacrificar-se pelo Reino de Deus e de renunciar a si mesmo, vem sofrendo constantes e impiedosos ataques (Mt 24:12; 2 Tm 3:1-5; 4:3). A Bíblia afirma que, nos dias que antecedem a manifestação do Anticristo, ocorrerá uma grande onda de apostasias (2Ts 2:3-4). É hora de redobrar a vigilância.

Sabe, porém, isto: que nos últimos dias sobrevirão tempos trabalhosos; porque haverá homens amantes de si mesmos, avarentos, presunçosos, soberbos, blasfemos, desobedientes a pais e mães, ingratos, profanos. 2Timóteo 3:1-2.

APOSTASIA

1. Significado de apostasia: Apostatar significa cortar o relacionamento salvífico com Cristo, ou apartar-se da união vital com Ele e da verdadeira fé nEle. Sendo assim, a apostasia individual é possível somente para quem já experimentou a salvação, a regeneração e a renovação pelo Espírito Santo (Lc 8.13; Hb 6.4,5); não é simples negação das doutrinas do NT pelos inconversos dentro da igreja visível. A apostasia pode envolver dois aspectos distintos, embora relacionados entre si: (a) a apostasia teológica, isto é, a rejeição de todos os ensinos originais de Cristo e dos apóstolos ou alguns deles (1 Tm 4:1; 2 Tm 4.3); e (b) a apostasia moral, ou seja, aquele que era crente deixa de permanecer em Cristo e volta a ser escravo do pecado e da imoralidade (Is 29:13; Mt 23:25-28; Rm 6:15-23; 8:6-13).

2. Advertência bíblica: A Bíblia adverte fortemente quanto à possibilidade da apostasia, visando tanto nos alertar do perigo fatal de abandonar nossa união com Cristo, como para nos motivara perseverar na fé e na obediência." (Bíblia de Estudo Pentecostal. RJ: CPAD, 1995, p.1903Lições Bíblicas CPAD - Jovens e Adultos - Lição 1 2º Trimestre de 2007).
 
O ANSEIO DO NOIVO

O sábio Salomão exalta o Ágape de Deus em cantares 2:10, neste texto ele nos mostra o anseio do Noivo (Jesus) dizendo: “Levanta-te, amada minha, formosa minha, e vem.” E ainda nos alerta: “A voz da rola (ou pomba) ouve-se em nossa terra.”
 
DA SIMBOLOGIA AO TEMPO DAS PROFECIAS

A pomba é símbolo do Espírito Santo (João 1:32) e segundo está escrito em Apocalipse 22: “...e o Espírito e a esposa dizem: Vem. E quem ouve, diga: Vem…” Apocalipse 22:17. Eis aí a voz da pomba, e a noiva que está em consonância com a voz do Espírito Santo percebem cada arrulhar da pomba. Estamos vivendo o tempo do cumprimento das profecias, da aproximação do inverno para a primavera para Israel, tempo em que se cumprirá a profecia de Isaías 17, peso sobre os montes de Golan e aperto para o povo de Israel, pela causa de Isaías 17:10 (de datas não tenho como estipular, mas podemos escutar a voz profética que alerta que o tempo está próximo), ao mesmo tempo o peso de Isaías 33, este tempo do cumprimento será a glorificação do nosso amado Senhor Jesus.
 
Mas para nós Igreja e noiva de Cristo o que cabe a nós está em Cantares 2: “Eu sou a rosa de Sarom, o lírio dos vales (Voz do Noivo).” Cântares 2:1 e ainda mais (atentem com cuidado para esse maravilhoso sinal) “A figueira (Israel) já deu os seus figos verdes, e as vides em flor exalam o seu aroma; Igreja Fiel enxertada em Cristo – João 15:1-12); levanta-te, meu amor, formosa minha, e vem. Pomba minha (Noiva Amada do Cordeiro, pois a voz da Noiva é a voz do Espírito vivendo nela – eis aqui a revelação profunda), que andas pelas fendas das penhas, no oculto das ladeiras, mostra-me a tua face, faze-me ouvir a tua voz, porque a tua voz é doce, e a tua face graciosa.”

Cântares 2:13-14. E seguindo a voz do Noivo que diz: “Olhai para a figueira (Israel), e para todas as árvores; quando já têm rebentado, vós sabeis por vós mesmos (Noiva), vendo-as, que perto está já o verão. Assim também vós, quando virdes acontecer estas coisas, sabei que o reino de Deus está perto. Em verdade vos digo que não passará esta geração até que tudo aconteça.” Lucas 21:29-32. (Comentário do Pr. Sandro Oliveira).
 
TUDO NOS MOSTRA

Em nada Jesus nos deixa viver às cegas, desorientados. Não, de jeito nenhum! Ele é a Luz do mundo. Como servos do Senhor, temos Luz. Não vivemos mais na escuridão, tateando aqui e ali em busca do que Jesus já nos deu de graça no Calvário. 
Nesses tempos trabalhosos, precisamos orar e vigiar com mais seriedade, para que não sejamos tragados pela onda de apostasia e insensibilidade espiritual. Somente com um profundo quebrantamento espiritual, e uma vida sempre renovada no Espírito (2 Co 4.16), poderemos estar em condições de aguardar a vinda de Jesus de modo santo e de conformidade com a sua Palavra.
 
CONCLUSÃO

Nossa redenção não veio e nem vem de baixo, da terra, de promessas evasivas. Jesus mesmo disse em Lucas 21:28: “Ora, quando essas coisas começarem a acontecer, olhai para cima e levantai a vossa cabeça, porque a vossa redenção está próxima.” Nossa redenção vem do céu, vem de Deus, vem por Jesus. Na verdade, nossa redenção já veio, através da graça que foi manifestada a todos, através do Filho do Homem, lá no Gólgota (Tito 2:11). Todos os que tiveram suas almas lavadas no sangue do Cordeiro já estão redimidos! Aleluia!

_________________

 
Em 26/08/2015
Jorge Albertacci
Pastor Emérito
da Assembleia de Deus do Retiro
Volta Redonda - Rio de Janeiro


 
 
Voltar para o conteúdo | Voltar para o Menu principal