Mordomia Cristã - Culto de Doutrina do Dia 06/07/1993 - Estudos Bíblicos

Buscar
Ir para o conteúdo

Menu principal:

Mordomia Cristã - Culto de Doutrina do Dia 06/07/1993

Esboço IV
___________

Mordomia Cristã
Assunto Para o Culto de Doutrina do Dia 06/07/1993
Pr. Jorge Albertacci
 
Mordomia é a função do mordomo, aquele que é responsável pelos bens de outrem com o compromisso de no final, prestar-lhe contas. A Mordomia Cristã ensina ao crente uma perspectiva global e administrativa da vida em todas as suas esferas. Partindo do princípio de que todas as coisas na Terra pertencem a Deus, logo, quando atendemos ao chamado para o ministério com a incumbência de evangelizar o mundo. Somos mordomos Seus. Ele nos encheu do Seu Espírito Santo e lançou-nos nos trabalho na esperença de produzirmos frutos dignos de arrependimento – (Salmos 24:1; Salmos 66:1-9; Atos 1:8).
 
ESBOÇO
 
O que é mordomia cristã?  
 
Mordomia cristã e o ato do crente administrar o que Deus lhe confiou a fazer.
 
A mordomia do corpo -1 Co 6:19 -1 Co 6:15.
O corpo humano foi criado para ser o invólucro da alma e do espírito e para satisfazer as necessidades da comunicação com o mundo exterior.
 
A mordomia da alma - Gn 2:7; Dt 6:5.
A alma é aquele princípio inteligente que anima o corpo e usa os sentidos físicos como agentes na exploração do mundo material.
 
A mordomia do espírito - Rm 8:16; 1 Co 2:14-15.
A mordomia do espírito humano implica no cuidado que devemos ter em mantê-lo acessível à presença do Espírito de Deus.
 
A mordomia do dinheiro -1 Tm 6:10-11; 12:4-15.
O dinheiro foi feito para o homem e não o homem para o dinheiro. Quando o administramos com sabedoria, honramos a Deus nosso provedor de todas as coisas. Quando administramos mal, não estamos aptos para administrar valores.
 
A mordomia do dízimo - Ml 3:7-10; 1Co 16:1-2; At 4:32-35; At 5:12-16.
A prática do dízimo faz parte da adoração a Deus, como reconhecimento de que Ele é a fonte de tudo quanto ganhamos e possuímos. Somente os irmãos que cooperam com os dízimos e com as ofertas alçadas que promovem o Reino de Deus neste mundo. Não podemos em detrimento da Igreja de Cristo, da obra missionária e da evangelização, deixar de contribuir com a proclamação do Evangelho, por alguém que pede escancaradamente, roubam, compram bens materiais. Sempre houve, há e haverá mercenários, roubadores, charlatões para explorar as pessoas incautas. A não ser que o indivíduo não tenha compromisso nenhum com a evangelização e se conforma com a exiguidade no que faz, se é que faz alguma coisa para o Reino. 
 
Mordomia do Tempo – dos Talentos do Cônjuge  - dos Filhos - das Filhas - (Salmos 127 e 128) - da Família - da Casa - do Carro - do Emprego - da Igreja  da Vida - dos Vizinhos - dos Colegas de Escola - dos Colegas de Trabalho.
 
Eu particularmente sempre ensinei sobre a mordomia do tempo também. Se o dia tem 24 horas, o dízimo deste tempo é de 02h24min (duas horas e vinte e quatro minutos).
 
Honra ao Senhor com a tua fazenda, e com as primícias de toda a tua renda; e se encherão os teus celeiros abundantemente, e transbordarão de mosto os teus lagares – Provérbios 3:9-10.
 
CONCLUSÃO

A sabedoria divina designou, no plano da salvação, a lei de ação e reação, tornando a obra da beneficência, em todas as suas modalidades, duplamente abençoada. Aquele que dá aos pobres, abençoa outros, e é abençoado, em escala maior ainda. Para que o homem não perdesse os benditos resultados da caridade, nosso Redentor formou o plano de alistá-lo como coobreiro Seu. Deus poderia ter atingido o Seu objetivo de salvar pecadores, sem o auxílio do homem; mas sabia que o homem não poderia ser feliz sem desempenhar uma parte na grande obra. A glória do evangelho é ter ele base no princípio de restaurar na raça caída a imagem divina, por uma constante manifestação de beneficência. Esta obra começou nas cortes celestiais. Ellen G. White.
___________
 

Em Cristo Jesus,
Jorge Albertacci
Jubilado da Assembleia de Deus
Retiro - Volta Redonda - RJ
 
Voltar para o conteúdo | Voltar para o Menu principal