Por que Deus Entregou Alguns a Uma Disposição Mental Reprovável? - Estudos Bíblicos

Buscar
Ir para o conteúdo

Menu principal:

Por que Deus Entregou Alguns a Uma Disposição Mental Reprovável?

Esboço III
Por que Deus entregou alguns a uma disposição mental reprovável?

Texto Bíblico
Romanos 1:28

Além do mais, visto que desprezaram o conhecimento de Deus, ele os entregou a uma disposição mental reprovável, para praticarem o que não deviam.
 
INTRODUÇÃO
 
Como criatura de Deus, o homem jamais deveria distanciar-se dele. Não somente por ser criatura, mas, como dependente dele que é, em todas as coisas, inclusive o fôlego de vida. Entretanto, como é próprio do ser humano, e principalmente nos dias atuais, em que os filhos em sua maioria subestimam a superioridade que estes têm sobre eles, acaba formando uma geração com boa formação acadêmica, mas, sem conhecimento algum – tanto que lamentavelmente as famílias padecem horrores com a morte precoce de seus filhos. E sobre este assunto o Criador reclama através de Joel, o Profeta: “O meu povo foi destruído, porque lhe faltou o conhecimento; porque tu rejeitaste o conhecimento, também eu te rejeitarei, para que não sejas sacerdote diante de mim; visto que te esqueceste da lei do teu Deus, também eu me esquecerei de teus filhos.” (Joel 4:6).
 
ESBOÇO
 
Desprezaram o conhecimento de Deus

Paulo está se referindo a pessoas que não apenas rejeitam a mensagem e o ensino dos evangelhos, mas possuem um sentimento de repulsa, praticando exatamente o contrário do que ela ensina.
 
O conhecimento de Deus é tido na Bíblia como algo de grande valor:
 
“Pois a sabedoria é mais proveitosa do que a prata e rende mais do que o ouro. É mais preciosa do que rubis; nada do que você possa desejar se compara a ela.”  (Provérbios 3:14-15).
 
“Não deixe de falar as palavras deste Livro da Lei e de meditar nelas de dia e de noite, para que você cumpra fielmente tudo o que nele está escrito. Só então os seus caminhos prosperarão e você será bem sucedido.” (Josué 1:8).

Ele os entregou

Será que Deus propositalmente impede que alguns recebam a Salvação?  Não é esse o caso, em Romanos capítulo 1 do versículo 24 ao 28, a frase “os entregou” aparecem 3 vezes.

O contexto imediato desses versículos está em Romanos do 18 ao 23, onde Paulo se refere a pessoas que:

1 – Homens ímpios e injustos - (vs 18);
2 – Que trocam a verdade pela injustiça - (vs 18);
3 – Não reconhece Deus como o autor da criação - (vs 19, 20);
4 – Conhecem Deus, mas não o trata como Deus - (vs 21);
5 – Usam da “inteligência” para continuar com suas atitudes - (vs 22);
6 – São idólatras - (vs 23).
 
Podemos notar que trata de pessoas que insistentemente recusam o ensino dos evangelhos e permanecem deliberadamente no pecado, dessa forma Deus os entrega, ou seja, permite que o homem sofra as consequências de suas próprias decisões, ou ainda, apenas confirma a inclinação pecaminosa do ser.

Uma disposição mental reprovável

É a prática contrária de tudo aquilo que leva à direção da santidade, é o resultado do homem independente, totalmente sem Deus e sem a inclinação para as coisas de dele. Infelizmente esse é o retrato da sociedade dos dias atuais, a maldade tem se espalhado, as pessoas estão intolerantes, sem amor para com o próximo e sem amor para com Deus. Paulo faz uma lista dos versículos 29 ao 31 das atitudes de uma pessoa nessas condições.

Para praticarem o que não deviam

O versículo chave é o 32:
“Embora conheçam o justo decreto de Deus, de que as pessoas que praticam tais coisas merecem a morte, não somente continuam a praticá-las, mas também aprovam aqueles que as praticam.” (Romanos 1:32).

CONCLUSÃO

Por insistirem no pecado, incentivar outras pessoas a praticarem, e rejeitarem completamente o chamado ao arrependimento, tais pessoas ou sociedade, se distanciam de tal forma de Deus que suas mentes ficam obscurecidas, ficando sedentas cada vez mais na prática do pecado.
 
BIBLIOGRAFIA

www.bibliacomentada.com.br
Postagem de Jorge Albertacci
Pastor Emérito
Assembleia de Deus do Retiro
Volta Redonda – RJ


 
Voltar para o conteúdo | Voltar para o Menu principal